PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Pelo mundo: Ederson se despede do Benfica e Gabigol é punido na Inter

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

29/05/2017 04h00

Por diferentes motivos, jogadores brasileiros têm sido protagonistas na reta final da temporada 2016/2017 do futebol europeu. No último fim de semana, por exemplo, Neymar balançou as redes e foi campeão com o Barcelona; Maxwell, titular do Paris Saint-Germain, encerrou a carreira com a maior galeria de títulos do planeta; Ederson também se despediu, mas apenas do Benfica – o goleiro é assediado por várias equipes, mas deve fechar com o Manchester City.

Nenhum brasileiro, contudo, brilhou mais do que Anderson Talisca. O jogador de 23 anos, cria das categorias de base do Bahia, anotou dois gols em vitória do Besiktas por 4 a 0 sobre o Gaziantespor e foi fundamental para sua equipe ter conquistado o bicampeonato turco com uma rodada de antecedência. Na rede social Twitter, o desempenho do meio-campista foi comparado ao compatriota Rivaldo, pentacampeão mundial com a seleção em 2002.

A reta final da temporada também serviu para um brasileiro ganhar destaque negativo. Em baixa na Inter de Milão, Gabigol, 20, foi punido pelo técnico Stefano Vecchi e não ficou sequer no banco em partida contra a Udinese, na última rodada do Campeonato Italiano.

Quem foi bem

  • TOBIAS SCHWARZ/AFP

    Ederson

    Não é exagero dizer que Ederson é atualmente o goleiro brasileiro mais badalado na Europa. O jogador de 23 anos foi campeão da Copa de Portugal com o Benfica, e depois da partida escancarou a emoção: em tom de despedida, declarou que deve ter sido sua última apresentação com a camisa da equipe portuguesa. Assediado pelo City, pode se tornar nos próximos dias o goleiro mais caro da história. Leia mais

  • Reuters / Murad Sezer

    Anderson Talisca

    Emprestado pelo Benfica ao Besiktas, Talisca mostrou no último domingo (28) por que é um dos brasileiros mais badalados no futebol turco. Anotou dois gols (um de falta e outro em jogada pessoal) e foi determinante para uma goleada que deu a seu time o título nacional com uma rodada de antecedência. O brasileiro balançou as redes 13 vezes na liga – o artilheiro é Vagner Love, com 21.

  • Sergio Perez/Reuters

    Neymar

    Neymar pode não ter sido brilhante, mas contribuiu para o melhor momento do Barcelona na temporada. O brasileiro anotou um dos gols da equipe catalã em vitória por 3 a 1 sobre o Alavés, que valeu o título da Copa do Rei. Foi a décima taça do atacante desde que trocou o Santos pelo clube espanhol, em 2013. Leia mais

  • Charles Platiau/Reuters

    Maxwell

    Maxwell também não teve atuação de destaque no Paris Saint-Germain, mas foi titular da equipe que venceu o Angers por 1 a 0 na decisão da Copa da França. Foi a 35ª taça da carreira do jogador brasileiro, que se aposentou depois da conquista e foi homenageado até pelo sueco Zlatan Ibrahimovic. Leia mais

  • AFP

    Diego Tardelli

    O Shandong Luneng sofreu para bater o Henan Jianye, penúltimo colocado do Campeonato Chinês, mas isso não impediu um brasileiro de brilhar. A vitória por 3 a 2 só foi possível graças a dois gols anotados pelo atacante Diego Tardelli – o segundo deles aos 44min do segundo tempo. Leia mais

  • Reprodução/Twitter

    Fabinho

    Lateral direito de origem, Fabinho, que tem atuado como meio-campista no Monaco, é um dos jogadores mais assediados na atual janela de transferências do futebol europeu. O jogador de 23 anos tem conversa em andamento com o Manchester City, mas a revista “France Football” disse no último fim de semana que a Juventus pode atravessar o negócio. Leia mais

Quem foi mal

  • AP

    Gabigol

    Não há um jogador brasileiro na Europa que tenha vivido um fim de temporada tão conturbado quanto o atacante Gabriel Barbosa. O jogador revelado pelo Santos abandonou o banco de reservas em partida contra a Lazio, na penúltima rodada do Campeonato Italiano, e foi punido por isso: no último domingo, não foi sequer convocado para partida contra a Udinese. Leia mais

  • Charly Triballeau/AFP

    Lucas Moura

    Lucas Moura é outro que tem razões para esquecer a reta final da temporada. O jogador brasileiro vinha acumulando números expressivos no PSG, mas perdeu espaço nas últimas partidas e sequer entrou em campo na decisão da Copa da França, contra o Angers. Leia mais

  • Divulgação/Beijing Guoan

    Ralf

    Hulk fez um gol e deu assistência para Oscar anotar outro, mas o destaque brasileiro na goleada do Shanghai SIPG por 5 a 1 sobre o Beijing Guoan foi outro. Responsável por comandar o sistema defensivo da equipe derrotada, o volante Ralf teve atuação esquecível.

Esporte