PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Melhor do mundo? Pep Guardiola também coleciona inimigos

Do UOL, em São Paulo

26/08/2016 06h00

Pep Guardiola é considerado um dos melhores técnicos de futebol do mundo há alguns anos. Seu trabalho no Barcelona, comandando Messi e a geração espanhola base da seleção que ganhou a Copa de 2010, foi marcado por muitos títulos e o conduziu a um patamar ocupado por poucos.

No entanto, Guardiola está longe de ser uma unanimidade no futebol. Ex-comandados e o desafeto José Mourinho reúnem ataques ao atual treinador do Manchester City, que vai aumentando sua coleção de desafetos.

Os desafetos

  • Efe/EPA/Alessandro Di Marco

    Samuel Eto'o (comandado por Pep no Barcelona)

    "Guardiola nunca teve coragem de dizer as coisas na minha cara. No começo da temporada, falei duas vezes com Pep. Uma vez porque ele queria que eu falasse com Yaya Touré, que não queria saber dele. E a outra foi que ele queria me ensinar como um atacante deve se movimentar. Eu disse: 'mas você era meio-campista, não um grande atacante'". [Sobre encontro posterior]: "Guardiola me viu no túnel e não me cumprimentou lá. Esperou para fazer isso com as câmeras por perto"

  • Andrew Couldridge/Reuters

    Ibrahimovic (comandado por Pep no Barcelona)

    "Como pessoa? É um covarde, não é homem", disse Ibra à revista Der Spiegel. Antes disso, ainda no Barcelona, disparou: "Não sei qual é o problema. Quando falo com os dirigentes, eles me dizem que não querem me vender, mas quando falo com esse senhor não sei o que ele pensa."

  • Thomas Peter/Reuters

    José Mourinho (rival de Pep na Espanha e agora na Inglaterra)

    "Sou muito mais agressivo e honesto com minhas intenções, nunca fui bom ocultando-as atrás de filosofias ou declarações", disse o técnico do Manchester United quando comparado com Guardiola, agora seu rival na Inglaterra.

  • EFE/Ronald Wittek

    Ribery (comandado por Pep no Bayern de Munique)

    "Para mim, é muito positiva a chegada de [Carlo] Ancelotti ao Bayern. Ele me parece um ótimo treinador e uma pessoa melhor. Fala muito comigo e me dá muita confiança", questionado sobre a substituição de Guardiola por Ancelotti.

  • Getty Images

    Yaya Touré (comandado por Pep no Barcelona e agora no City)

    "Ele nunca ligou para mim. Minha família ria porque achava que era uma brincadeira minha situação no Barcelona com Guardiola. Ele não confiava em mim e só me queria fora do clube"

  • Marcelo del Pozo/Reuters

    Bojan (comandado por Pep no Barcelona)

    "Não é que ele me tratava mal. É que, não importa o que fizesse, seus olhos nunca viam. Gostaria de fazer um bom trabalho e contar com a confiança dele"

  • Kirsty Wigglesworthfile/AP Photo

    Hleb (comandado por Pep no Barcelona)

    "Guardiola favorece os jogadores espanhóis. Quando assumiu [o Barcelona], a primeira coisa que fez foi se livrar de Deco e Ronaldinho e se cercar de espanhóis"

Esporte