PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Copa do Brasil tem festa por substituição que não rolou e bolada em Jesus

Do UOL, em São Paulo

29/09/2016 06h00

Os times ainda vivos na Copa do Brasil deram início às disputas de quartas de final da competição na última quarta-feira (28). E a rodada, claro, foi cheia de curiosidades - você já viu, por exemplo, uma torcida vibrar por uma substituição que não aconteceu? Teve isso no jogo do Corinthians.

Mais comum é o público na arquibancada ir à loucura quando o craque do rival leva uma bolada forte: foi o que rolou quando Gabriel Jesus foi carimbado com redonda.

Também teve golaço, polêmica com arbitragem, atacante saindo da seca de gols... Mas, principalmente, confrontos acirrados: nenhum clube conseguiu abrir vantagem larga. Anfitriões, Santos, Atlético-MG, Grêmio e Corinthians venceram Internacional, Juventude, Palmeiras e Cruzeiro, respectivamente. Veja abaixo o que de melhor ocorreu na rodada de abertura dos duelos mata-matas. 

A rodada da Copa do Brasil

  • Gol amargo para os corintianos

    O Corinthians começou com tudo o segundo tempo da partida na Arena e abriu 2 a 0 em 8 minutos. Mas Robinho, ex-Palmeiras, jogou água no chopp dos alvinegros. O gol a pouco mais de 10 minutos do apito final teve sabor amargo para os donos da casa, que ainda assim sustentam vantagem para o jogo de volta. No Mineirão, no entanto, basta uma vitória simples por 1 a 0 para o time de Belo Horizonte avançar à semi. Leia mais

  • Torcida corintiana comemora substituição que não aconteceu

    Isso é raro de ver: a torcida do Corinthians vibrou como se fosse um gol pela desistência do técnico Fábio Carrile de colocar Willians em campo. Era escanteio para o alvinegro, com 2 a 0 a favor no placar, quando Carrile pensou em trocar Rodriguinho pelo volante. A arquibancada protestou. O comandante pediu ao jogador para esperar mais um pouco para entrar e, ao vê-lo voltando para o banco de reservas, a Fiel foi à loucura. O que aconteceu na sequência é ainda mais curioso: o time paulista não aproveitou o cruzamento na área e no ataque posterior o Cruzeiro diminuiu a diferença. Willians, mais tarde, foi a campo. Foi vaiado a cada toque na bola. Leia mais

  • Para variar, reclamações dos rivais contra a arbitragem em Itaquera

    Mais um adversário deixou a Arena Corinthians reclamando da arbitragem. Foi a vez dos cruzeirenses. Treinador da equipe, Mano Menezes protestou na saída de campo por causa do primeiro tento do alvinegro: para ele, Marquinhos Gabriel estava impedido e participou ativamente da jogada, ao bater para o meio da área e provocar gol contra de Léo. O meia do clube anfitrião parecia mesmo adiantado em relação à zaga, mas era um lance difícil. Leia mais

  • Gabriel levou bolada e a torcida gostou

    O clima esquentou na Arena Grêmio, em partida do time gaúcho contra o Palmeiras. O atacante Gabriel Jesus, principal destaque dos paulistas, levou bolada de Edilson, quando o lateral tentou afastar o perigo da defesa, e se irritou. A torcida, no entanto, festejou o acontecido. Parecia até gol do tricolor. Leia mais

  • Teve esse golaço do Ramiro

    O volante Ramiro abriu o placar do jogo entre Grêmio e Palmeiras com uma pintura. Recebeu bola à feição do chutou, invadindo a área pelo lado direito, e não perdeu a oportunidade de encher o pé. Foi feliz: o tiro forte superou Jaílson e colocou o tricolor na frente. Mais tarde, Pedro Rocha ampliou e Zé Roberto diminuiu a vantagem, para fechar o marcador. Leia mais

  • Na Vila, vitória amarga para os santistas após esse gol de Seijas

    A Vila Belmiro era só festa até a metade do segundo tempo, quando o Santos, comandado por Lucas Lima, vencia o Internacional por 2 a 0. Mas Seijas entrou em cena: o venezuelano, aproveitando cruzamento rasteiro de Vitinho, marcou de letra e diminuiu a vantagem dos anfitriões. No Beira-Rio, na volta, o time do litoral paulista joga pelo empate, mas uma vitória simples por 1 a 0 é o suficiente para o colorado avançar à semifinal. Leia mais

  • Mas teve o "ufa" para Rodrigão

    Reserva de Ricardo Oliveira no Santos, Rodrigão encerrou jejum de mais de dois meses sem balançar as redes. O camisa 22 foi a campo devido a uma lesão do titular e deu conta do recado: após cruzamento de Victor Ferraz, marcou com um toque só na bola. Seu último gol havia sido anotado contra a Chapecoense, no dia 3 de julho, pela 13ª rodada do Brasileirão, em triunfo do alvinegro por 3 a 0. Leia mais

  • No Mineirão, Robinho aplica lindo chapéu, mas depois faz ?pixotada?

    Robinho se esforçou na defesa, foi mais rápido do que o atacante do Juventude e aplicou um lindo chapéu no rival para retomar a posse de bola para o Atlético-MG. Mas na hora de tirar a nota 10... O atacante de habilidade incontestável foi afastar o perigo, pegou na "orelha" da bola e fez feio: deu uma "pixotada" daquelas de churrasco. Leia mais

  • E teve alguns sustos do Juventude, como essa bola no travessão

    O Atlético-MG briga pelo título do Brasileirão, enquanto o Juventude luta para garantir acesso da Série C para a B. O jogo, antes de a bola rolar, sugeria facilidade para o alvinegro - que ainda por cima atuou em casa. Mas o time gaúcho surpreendeu e deu sustos no favorito, como nesse chute de Roberson, que carimbou o travessão. A zebra rondou o Independência, mas não entrou em campo: vitória dos anfitriões por 1 a 0. Leia mais

  • Mas Pratto salvou o Galo

    Atacante da seleção argentina, Pratto foi mais uma vez decisivo para o Atlético-MG. Em jogo surpreendentemente complicado contra o Juventude, foi dele o único gol do confronto: o atacante começou a jogada, abriu na lateral e invadiu a área para receber assistência açucarada, pronto para finalizar para as redes. Não teve perdão. Leia mais

Esporte