PUBLICIDADE
Topo

Esporte

De Luxa a Cuca: 15 técnicos famosos que terminam 2017 sem clube

Vanderlei Luxemburgo ficou quase cinco meses no comando do Sport - Clélio Tomaz/AGIF
Vanderlei Luxemburgo ficou quase cinco meses no comando do Sport Imagem: Clélio Tomaz/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

20/12/2017 04h00

O ano praticamente acabou, 2018 já está batendo na porta e muitos técnicos de nome continuam sem clube para a próxima temporada. Treinadores como Vanderlei Luxemburgo, Cuca e Marcelo Oliveira estão na lista que o UOL Esporte preparou. Será que algum deles comandará o seu time em 2018? Veja outros nomes:

15 TÉCNICOS FAMOSOS QUE ESTÃO SEM CLUBE

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Vanderlei Luxemburgo

    Está sem emprego desde outubro deste ano, quando foi demitido do Sport. Iniciou sua passagem pelo clube pernambucano com bons resultados, mas não conseguiu manter o trabalho e deixou o time na 15ª colocação da Série A.

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Cuca

    Voltou ao Palmeiras em maio deste ano, mas não teve o mesmo sucesso de sua primeira passagem, em que foi campeão brasileiro de 2016. Sem convencer, acabou demitido em outubro.

  • Thiago Ribeiro/AGIF

    Marcelo Oliveira

    Despediu-se do Coritiba de forma melancólica, com o time sendo rebaixado para a segunda divisão ao final do Campeonato Brasileiro. Não teve o contrato renovado.

  • Jim Rogash/Getty Images/AFP

    Dunga

    Está há mais de um ano e meio sem trabalhar como técnico de futebol. Foi demitido da seleção brasileira em junho de 2016 por conta dos maus resultados nas eliminatórias e continua sem clube.

  • Divulgação/CBF

    Felipão

    Luiz Felipe Scolari deixou o Guangzhou Evergrande, da China, após dois anos. A princípio, continuará trabalhando fora do Brasil. Chegou a ser cogitado para comandar a seleção australiana.

  • Ricardo Rimoli/AGIF

    Jorginho

    Teve o Bahia como única equipe em 2017. Foram apenas 14 jogos e menos de dois meses no comando.

  • André Yanckous/AGIF

    Rogério Micale

    Técnico campeão olímpico pela seleção brasileira, durou apenas dois meses no comando do Atlético-MG e foi demitido em setembro.

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Celso Roth

    Não comandou nenhum clube em 2017. Está desempregado desde novembro de 2016, quando foi demitido do Internacional.

  • Jefferson Bernardes/AFP

    Paulo Roberto Falcão

    Assim como Roth, o Rei de Roma não trabalha desde 2016, quando também foi demitido do Internacional, em agosto. Foi cogitado para assumir o Santos para 2018.

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

    Cristóvão Borges

    Deixou o Vasco em março deste ano e, desde então, não acertou com mais nenhum clube. Chegou a ser cogitado no Bahia em outubro, mas não fechou.

  • Rosiron Rodrigues

    Argel Fucks

    Foi demitido do Goiás em agosto desse ano depois de apenas sete jogos no comando. Sua saída aconteceu logo depois da renúncia do presidente esmeraldino, Sérgio Rassi.

  • Reprodução/Divulgação

    Ney Franco

    Foi demitido ainda em maio deste ano, após derrota do Sport para o Bahia na decisão da Copa do Nordeste. Recentemente, fez mais um curso da CBF.

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

    Ricardo Gomes

    Teve uma passagem de pouco mais de três meses pelo Al Nassr, da Arábia Saudita. Foi demitido no último mês de setembro e hoje está sem clube.

  • Divulgação/Joinville

    Adílson Batista

    Um dos técnicos há mais tempo sem clube. O último foi o Joinville, em 2015. Ficou bem perto de acertar com a Ponte Preta em março deste ano, mas negociação não foi concretizada.

  • Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

    Milton Mendes

    Foi demitido do Vasco na metade do ano e desde então está sem clube. Encontra-se em Portugal, fazendo alguns cursos para dar sequência à carreira.

Esporte