Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

10 programas baratos para curtir o Rio ao ar livre durante toda a semana

Divulgação
Imagem: Divulgação

Isabela Marinho

Colaboração para o Urban Taste, no Rio de Janeiro

23/01/2019 04h00

Sol a pino, verão fervendo e um destino é certo para milhares de pessoas: o Rio de Janeiro. Há quem diga que o Rio não esteja na sua melhor época, mas há algo que é indiscutível: uma vez na capital fluminense a passeio, só não se diverte quem não quer. Não faltam programas ao ar livre (ninguém aguenta ficar em casa sem ar condicionado), a maioria baratos ou gratuitos, para emendar o pós-praia ou como opção diurna para quando o mar não for sua escolha. 

Quer dicas para você que pretende passar uns dias de verão no purgatório da beleza e do caos? Rodas de samba e choro, jazz e baile charme são algumas das atrações musicais para chamar a muvuca sob o calor carioca. Outros programas sem música, mas com uma boa paisagem e um pôr do sol, te acompanham enquanto você se refresca, tomando uma cerveja ou um drinque gelado. Veja abaixo a lista que preparamos.

Praça São Salvador 

No coração de Laranjeiras, a Praça São Salvador é um ótimo lugar para a prática do isoporzinho, trocar ideias, beber cerveja e tocar violão. Além da tradicional roda de choro no domingo de manhã, claro. No entorno há restaurantes, bares com cervejas artesanais e os tradicionais botecos mais baratos para quem não quer levar a própria bebida. No Carnaval, a praça é palco dos tradicionais blocos Escangalha e Bagunça meu Coreto, em referência ao charmoso quiosque, ponto de encontro dos frequentadores da São Salvador.

Vai lá:
Praça São Salvador, S/N, Laranjeiras, Rio de Janeiro.
Segunda a domingo (o fervo começa a partir das 19h).

Mureta da Urca 

Mureta da Urca - Divulgação / RioTur
Mureta da Urca
Imagem: Divulgação / RioTur
Tanto para curtir um dia gostoso pela manhã, como para assistir ao pôr do sol, a mureta da Urca é o endereço certo. As pessoas vão lá para jogar conversa fora e tomar cerveja gelada muito por conta do Bar Urca (que tem quitutes deliciosos), e o número de bares por lá cresceu. Há quem o divida entre mureta e pobreta, em referência aos lugares com cervejas caras e baratas, respectivamente.

Vai lá:
Rua Cândido Gaffree, 205, Urca, Rio de Janeiro.
Segunda a domingo. Os picos são às quintas e sextas, a partir das 19h, e aos fins de semana.

Roda de Choro da Glória

Choro da Glória, no Rio de Janeiro - Divulgação
Choro da Glória, no Rio de Janeiro
Imagem: Divulgação
Todas as quartas-feiras, o fervo na Zona Sul fica por conta da roda de choro na escadaria da Benjamin Constant, na Glória. A roda ganhou corpo e não está mais restrita ao bairro que lhe deu nome. Neste mês, os músicos vão se apresentar também na Ilha de Paquetá e na Urca.

Vai lá:
Escadaria da Rua Benjamin Constant, 104, Glória, Rio de Janeiro.
Quarta-feira.
Alguns eventos são gratuitos e outros pagos. Veja a programação completa no Facebook.
Telefone: (21) 98881-6504

Samba do Ouvidor 

Samba da Rua do Ouvidor, no centro do Rio de Janeiro - Divulgação
Samba da Rua do Ouvidor, no centro do Rio de Janeiro
Imagem: Divulgação
No Centro da cidade, perto da Praça XIV, um grupo de músicos se reúne na esquina da Rua do Ouvidor com a Rua do Mercado para ecoar os sons de cavaquinhos, violões, pandeiros, tamborins e outros instrumentos de percussão. Aos sábados, a partir das 17h, a galera curte a música ao ar livre sem pagar nada. E o programa tem canjas de convidados ilustres (feras como Beth Carvalho e Moacyr Luz já passaram por lá).

Vai lá:
Rua do Ouvidor, esquina com a Rua do Mercado, Centro Rio de Janeiro.
Sábado, a partir das 17h. A última edição rolou em 22 de dezembro. 
Grátis.
Mais informações no Facebook. 

Pedra do Sal 

No Morro da Conceição, a Pedra do Sal faz parte da região conhecida historicamente por "Pequena África", que se estende do entorno da Praça Mauá até a Cidade Nova. Foi ali que nasceu o samba urbano carioca, onde surgiram sambistas populares e antigos ranchos carnavalescos. A enorme pedra rodeada de casarios antigos dá o charme. Às segundas-feiras, acontece o tradicional samba do grupo Roda de Pedra. 

Vai lá:
Rua Argemiro Bulcão, Saúde, Rio de Janeiro.
Segunda a domingo, a partir das 19h. O tradicional samba acontece às segundas-feiras, das 19h às 22h.
Alguns eventos são gratuitos e outros pagos. Mais informações no Facebook.
Telefones: (21) 99701-8905 / 97381-6490 (produção)

Baile Charme no Viaduto de Madureira

Baile Charme no Viaduto de Madureira - Divulgação / Secretaria de Estado de Cultura
Baile Charme no Viaduto de Madureira
Imagem: Divulgação / Secretaria de Estado de Cultura
Viaduto de Madureira é um dos bailes mais antigos do Rio, onde os melhores DJs da cena carioca de black music unem o charme ao hip hop. O Baile Charme chega a receber duas mil pessoas aos sábados, sob o viaduto Negrão de Lima, conhecido por Dutão, em Madureira, na Zona Norte da cidade.

Vai lá:
Rua Carvalho de Souza,  s/nº (embaixo do Viaduto Negrão de Lima), Madureira, Rio de Janeiro.
Sábado, a partir da 0h.
R$10
Telefone: (21) 97836-8748
Mais informações no site.

Feira da General Glicério

Em Laranjeiras, a feira da General Glicério tem a famosa roda de choro e os pastéis com caldo de cana aos sábados pela manhã. Uma ótima pedida para quem quer começar o dia com um passeio mais tranquilo, antes de pegar uma praia, ou para quando a chuva mia a programação à beira-mar.

Vai lá:
Praça General Glicério, Laranjeiras, Rio de Janeiro.
Sábado, a partir das 8h.

Feira do Rio Antigo

Feira do Rio Antigo - Divulgação / Riotur
Feira do Rio Antigo
Imagem: Divulgação / Riotur
A Lapa é conhecida internacionalmente pela efervescência de sua noite, mas pouca gente sabe da sua faceta diurna. Todo primeiro sábado do mês, a Feira do Rio Antigo faz o bairro ser um boêmio que vive bem à luz do dia. Barracas com itens de antiguidade se espalham pela Rua do Lavradio, enquanto grupos de samba e de choro se apresentam na rua. A pedida é tomar uma cerveja em um dos bares ao longo da rua, experimentar uma das mais de 100 cachaças feitas em todo o Brasil na Cachaçaria Mangue Seco e, quem sabe, emendar o fim da feira com uma noite de samba, MPB e choro no Rio Scenarium.

Vai lá:
Rua do Lavradio, S/Nº, Lapa, Rio de Janeiro.
Sábado, das 10h às 18h.
Telefone: (21) 2224-6693
Mais informações no site.

Samba do Trabalhador

A roda Samba do Trabalhador acontece desde 2005 no Clube Renascença, na Zona Norte do Rio e é uma boa para quem está a passeio na cidade ou curtindo um dia de folga. A ideia de fazer o evento às segundas-feiras veio porque o cantor e compositor Moacyr Luz observou que era um dia tranquilo para os músicos. Então eles começam a tocar a partir das 16h. Aí o Renascença ferve: reúne em média mil pessoas por evento. E a roda sempre abre alas para canjas de ilustres, como Martinho da Vila e Beth Carvalho.

Vai lá:
Rua Barão de São Francisco, 54, Andaraí, Rio de Janeiro.
Segunda, às 16h.
Telefone: (21) 3253-2322 / (21) 98177-8161
Mais informações no Facebook.

Jazz no Beco

Jazz no Beco das Artes, no Rio de Janeiro - Divulgação
Jazz no Beco das Artes, no Rio de Janeiro
Imagem: Divulgação
Desde fevereiro de 2016, as noites de quarta-feira na Praça Tiradentes são animadas com jam sessions de Jazz Fusion (mistura improvisada de rock, música latina, funk, soul, R&B e MPB), comandadas pelo baterista Guga Pellicciotti, que recebe semanalmente músicos e DJs da cena. O evento tem entrada livre e rola madrugada adentro.

Vai lá:
Beco das Artes, na Praça Tiradentes, em frente ao Bar do Nanam (Rua Imperatriz Leopoldina, 55 - Centro), Rio de Janeiro.
Quarta, a partir das 21h.
Grátis.
Mais informações no Facebook.

Mais Cultura e lazer