PUBLICIDADE
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

Empoderadas: espaços e serviços para mulheres na capital paulista

O M"Ana oferece serviços de reparos e manutenção domésticos com mão de obra exclusivamente feminina. - Divulgação
O M'Ana oferece serviços de reparos e manutenção domésticos com mão de obra exclusivamente feminina.
Imagem: Divulgação

Fernanda Carpegiani

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

15/01/2019 04h00

A onda feminista veio para ficar. Ainda bem! Por mais absurdo que possa parecer, a ideia de direitos iguais para mulheres e homens ainda é questionada. Alguns dizem que já está tudo resolvido e que machismo é coisa do passado. Mas os dados estão aí para provar o contrário. Em 2018, o número de feminicídios (casos em que a vítima é morta por ser mulher) aumentou 26,6% no estado de São Paulo, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública.

Ou seja, a luta está só começando. E, para mostrar que lugar de mulher é onde ela quiser, existem dezenas de projetos e espaços em São Paulo que trabalham para e pelas mulheres. Fizemos uma pequena lista com alguns espaços e serviços, de reparos domiciliares à bateria de skate, que existem com um único objetivo: tornar a nossa sociedade mais justa para todo mundo.

Defesa Pessoal pras Minas

Há 4 anos, a faixa preta Maira Bandeira começou a dar aulas de defesa pessoal para as amigas. Uma delas tinha desenvolvido síndrome do pânico e não conseguia voltar sozinha da faculdade à noite, com medo de ser atacada. O projeto cresceu e virou um curso que não é de empoderamento só físico, mas também psicológico. Em três sábados, as alunas aprendem a se desvencilhar de golpes e ataques com técnicas de taekwondo, krav magá e jiu jitsu. Também participam de rodas de conversa sobre violência e agressões contra a mulher. A metodologia criada por Maira é pensada totalmente para mulheres e não exige nenhum pré-requisito ou conhecimento de luta. As interessadas também podem se inscrever no curso regular de defesa pessoal.

Vai lá:
Rua dos Pinheiros, 1386, Pinheiros, São Paulo.
R$ 200
Sábado, das 14h às 15h45 ou das 16h15 às 18h.
Telefone: (11) 98581-4643

Bike Anjas SP 

Divulgação
Imagem: Divulgação
Derivado do coletivo Bike Anjo, o coletivo de mulheres ciclistas foi criado em 2016 para incentivar mulheres a pedalar na cidade com mais confiança e segurança. Uma vez por mês o grupo promove o Pedal das Anjas, um trajeto gratuito e aberto ao público para quem quer aprender a andar de bike pela cidade. As voluntárias e voluntários acompanham e dão suporte para as participantes durante todo o trajeto, que muda a cada mês. Para as iniciantes, existe também a Escola Bike Anjo, que dá apoio para mulheres e homens que querem aprender a pedalar.

Vai lá:
Locais variados.
Grátis.
Mais informações no Instagram.

Maravilhosas Corpo de Baile 

Feminismo, arte e política se misturam nas aulas de dança desse coletivo com sede no bairro de Pinheiros. O carro-chefe é o curso de pole dance, que tem turmas pequenas, com no máximo cinco alunas. Isso faz com que os treinos sejam bem pessoais e acolhedores, um dos diferenciais do Maravilhosas. O estúdio tem vários tipos de pole, como coreográfico, "de Biscate" e "Pole Like a Stripper", além de outras aulas como twerk e afrovibe. As aulas experimentais custam R$ 30 e tem diversas opções de planos com descontos progressivos.

Vai lá:
Rua Cunha Gago, 345, Pinheiros, São Paulo.
A partir de R$ 150 por mês.
Telefone: (11) 97724 -8182

Oficina Amiga da Mulher 

Divulgação
Imagem: Divulgação
Se a gente já sofre com o machismo nas ruas, no trabalho e até na família, imagine em uma oficina mecânica, que é um ambiente super masculino. Para ajudar as mulheres a lidar melhor com a manutenção de seus carros, a consultora automotiva Barbara Brier criou a Oficina Amiga da Mulher. Além de oferecer cursos para motoristas, mecânicas e empresas do ramo automobilístico, o projeto certifica oficinas automotivas Brasil afora com o Selo de Qualidade Oficina Amiga da Mulher. Existem quatro estabelecimentos certificados em São Paulo.

Vai lá:
Confira mais informações e as oficinas certificadas no site.

Coletivo Feminista de Sexualidade e Saúde

O foco dessa ONG é ajudar mulheres a ter uma relação mais saudável e natural com seus corpos. Existe desde 1985 e atende o público em geral, mas principalmente mulheres. As consultas médicas custam R$ 290 e têm duração de 1 hora. Já os atendimentos psicológicos variam de acordo com cada caso. A cada 10 mulheres pagantes, um atendimento gratuito é oferecido para quem não pode arcar com esses custos. O coletivo também realiza cursos e rodas de conversa. Tem também um grupo de discussão com homens em processo de condenação pela Lei Maria da Penha, o Grupo Reflexivo de Homens.

Vai lá:
Rua Bartolomeu Zunega, 44, Pinheiros, São Paulo.
Segunda a sexta, das 8h às 20h.
Telefone: (11) 3812-8681
Mais informações no site.

M'Ana - Mulher conserta para Mulher 

Divulgação
Imagem: Divulgação
Precisa fazer algum reparo em casa? Que tal chamar uma mulher para fazer o serviço? O M'Ana - Mulher conserta para mulher surgiu em 2015 para atender mulheres com mão de obra exclusivamente feminina. A ideia surgiu depois que Ana Luisa, uma das fundadoras da empresa, sofreu um caso de assédio ao chamar um prestador de serviço em sua casa. A equipe da M'Ana faz de tudo um pouco: montagem de móveis, instalações de prateleiras, cortinas e quadros, reparos elétricos e hidráulicos, entre outros. Para empoderar ainda mais as minas, o projeto também tem cursos de manutenção domiciliar.

Vai lá:
Serviços em domicílio.
A partir de R$ 70.
Telefone: (11) 96162-2345
Mais informações no Facebook ou no site.

Vans Girls Skate Night

Essa dica é tanto para quem curte andar de skate quanto para quem quer aprender. Toda segunda-feira a partir das 19h a Da Batata Skate House abre suas portas para uma clínica de skate gratuita para meninas e mulheres de todas as idades. São três baterias de 1 hora cada, às 19h, 20h e 21h, com 10 participantes por vez. Duas professoras voluntárias acompanham cada grupo e ajudam as iniciantes.

Vai lá:
Rua Fernão Dias, 503, Pinheiros, São Paulo.
Segunda, a partir das 19h.
Grátis.
Telefone: (11) 2306-8632

Cultura e lazer