PUBLICIDADE
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

Aproveite o NU Festival para conhecer 5 galerias de arte urbana em SP

O Espaço Cultural Alma da Rua abriu em 2016 - Divulgação
O Espaço Cultural Alma da Rua abriu em 2016 Imagem: Divulgação

Adriana Terra

Colaboração para o UOL

26/09/2017 04h00

Marca registrada de São Paulo, a arte urbana consolidou lugar também em ambientes internos na última década. Tanto galerias mais tradicionais quanto novos espaços, muitos criados pelos próprios artistas da cena do grafite, passaram a ser um meio de difusão de uma produção que nasce nos muros da cidade, mas expande sua atuação. A Choque Cultural foi pioneira, lá em 2004, e a partir dela outros locais surgiram.

Tanto é que desde a última segunda-feira (25) ocorre em Pinheiros o NU Festival, cuja programação terá artistas criando murais, palestras e workshops que vão de caligrafia popular a videomapping (saiba mais aqui).

Para estender a imersão em arte urbana nos próximos dias, selecionamos 5 galerias paulistanas onde é possível ver mais produções que têm origem nas ruas. Não deixe de circular pelos arredores desses locais, seja na época do NU Festival ou não: é lá que estão muitos grafites e pichações que são a alma deste universo.

Alma da Rua

O Espaço Cultural Alma da Rua se define como "um centro gerador e articulador da arte urbana". Aberto desde 2016, sua programação inclui oficinas, palestras, shows, projeções de vídeos, rodas de conversa. Também promove saraus e sessões de live painting, além de realizar um serviço de tour guiado pelo Beco do Batman, famoso ponto de arte urbana que fica logo ao lado.

Vai lá: Rua Gonçalo Afonso, 96

A7MA

a7ma - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Pertinho da Alma da Rua e em atuação desde 2012, a galeria localizada na Vila Madalena nasceu "do desejo genuíno de amplificar a arte contemporânea com influências da rua", contam seus fundadores, também artistas. O local realiza exposições, vende pôsteres e gravuras, além de representar artistas do meio. Em julho, quem expôs seu trabalho por lá foi o artista Paulo Ito.

Também já passaram por ali mostras de Marina Zumi, Ozi, DI, Ricardo AKN, Rodrigo Yokota. A galeria também amplia sua atuação, levando projetos para outros locais: neste ano, seus artistas pintaram as casas de uma comunidade ribeirinha em Belém do Pará. No próximo sábado (28) haverá a abertura de uma mostra coletiva chamada "Múltiplo Incomum".

Vai lá: Rua Harmonia, 95B. Tel.: (11) 2361-7876

Pico

Pico - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O espaço surgido no Glicério, região rica em grafites e pichações na parte baixa da Liberdade, mudou-se recentemente para a Vila Madalena, na rua Fidalga, e compreende agora também uma loja de gravuras que fica em outro endereço na Santa Cecília.

Fundado pelo veterano da arte urbana Flip junto ao DJ Makô, o local recebe também discotecagens, encontros e workshops com beatmakers. No acervo da galeria, que pode ser conferido em uma visita, estão obras de artistas como Titi Freak e Sosek.

Vai lá: Pico Vila Madalena - Rua Fidalga, 98

Pico Santa Cecília - Rua Ana Cintra, 312

(Fora de dias de eventos, é necessário agendar visita pelo email picoglicerio@gmail.com. Confira a programação aqui)

Crua

Crua - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Da nova safra de galerias que trabalham com expressões urbanas, a Crua é iniciativa do artista visual e grafiteiro Gen Duarte e fica na região central de São Paulo. A galeria tem a intenção de mostrar obras "que, mesmo entre portas e paredes, continuam a ser rua".

No próximo dia 30 de setembro, o local abre a mostra "Arte em Punhos", com trabalhos do fotógrafo Bob Donask e do próprio Gen, entre outros, além de discotecagem do DJ Soares e participação do MC Max B.O..

Vai lá: Rua Conselheiro Nebias, 1441. Tel.: (11) 97462-4925

Quimera Atelier

Quimera - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Esta galeria e ateliê fica no primeiro andar de um predinho discreto no bairro de Campos Elíseos. Comandado por Ciro Schu, grafiteiro e artista visual, Diego Santovito, fotógrafo, e Márcio Duarte, tatuador, o Quimera recebe regularmente exposições envolvendo expressões da arte urbana.

Também é possível agendar visitas e comprar gravuras e prints no local, que por si só já vale a visita, reunindo um acervo rico com esculturas criadas por Schu. As ferramentas variadas que decoram o lugar são uma atração à parte. O fotógrafo Gal Oppido expôs recentemente por lá.

Vai lá: Alameda Nothmann, 280

 

Saiba mais sobre Urban Taste em @urbantasteuol

Cultura e lazer