Topo

Como Felipe Melo desbancou garotos no Palmeiras e foi decisivo na 1ª final

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

01/03/2021 12h00

O técnico do Palmeiras Abel Ferreira escolheu Felipe Melo e Zé Rafael para começarem a final da Copa do Brasil contra o Grêmio, deixando Danilo e Gabriel Menino no banco de reservas. A decisão por não usar os garotos chegou a gerar reclamações nas redes sociais antes da partida, mas especialmente o camisa 30 teve participação importante na vitória por 1 a 0.

Felipe entrou no lugar de Danilo, que brilhou na final da Copa Libertadores, mas, segundo Abel Ferreira, teve uma lesão depois do Mundial. O clube chegou a poupá-lo de duas rodadas do Campeonato Brasileiro, e o camisa 28 voltou contra o Atlético-MG, quando entrou no segundo tempo.

Enquanto o garoto de 19 anos de idade tem mais mobilidade, Felipe Melo jogou à frente da zaga e teve como uma de suas responsabilidades dificultar o jogo de troca de passes do Grêmio na entrada da área, uma das armas da equipe de Renato Gaúcho. A estratégia funcionou, já que o Palmeiras só foi sofrer mais riscos depois da expulsão de Luan.

De acordo com dados do Sofa Score, o capitão acertou 20 dos 26 passes que tentou, cortou três jogadas, travou um chute, fez duas interceptações e não foi driblado.

No caso de Gabriel Menino, o meio-campista voltou ontem (28) de um entorse no tornozelo direito, e o treinador diz que por princípio não coloca jogadores que estão retornando de lesão logo como titulares. Zé Rafael, que viveu bons momentos na temporada, ganhou um descanso maior após o Mundial por ter jogado no sacrifício.

"Com a lesão do Menino eu não coloco de volta de lesão como titular, é um princípio meu, com qualquer jogador. O Menino teve uma lesão no pé, o Zé Rafael faz bem a função, e o Patrick estava fora [com covid-19]. No último jogo colocamos o Zé Rafael para dar condição e o próprio Wesley, porque tínhamos a intenção de usá-los neste jogo. O Zé tem sido um campeão, pelo que ele tem sofrido este ano, jogando várias vezes sem estar 100%. As pessoas pensam que é fácil chegar nas finais. Temos de lembrar do surto de covid-19, o Ramires que deixou o clube, as lesões e temos de revezar. O Zé foi um dos mais massacrados [pela sequência de jogos]", respondeu.

"O Danilo estava lesionado também. Quando voltamos do Mundial, queríamos que os jogos passassem sem lesões. O Danilo teve lesão, o Zé Rafael lesionou, o Menino lesionou. Recuperamos o Wesley, o Zé Rafael e conseguimos recuperar o Veron. Agora sabemos que o Grêmio tem a característica, são jogadores que tratam bem a bola, sabíamos disso, fomos competentes", completou.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Como Felipe Melo desbancou garotos no Palmeiras e foi decisivo na 1ª final - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Palmeiras