PUBLICIDADE
Topo

CarnaUOL

Ambev investirá R$ 15 milhões na infraestrutura do Carnaval de rua de SP

Foliões curtem o bloco Tarado Ni Você no centro de São Paulo no Carnaval de 2016, que teve o apoio da cerveja Amstel - Bruno Santos/ UOL
Foliões curtem o bloco Tarado Ni Você no centro de São Paulo no Carnaval de 2016, que teve o apoio da cerveja Amstel
Imagem: Bruno Santos/ UOL

Jussara Soares

Colaboração para o UOL

26/01/2017 17h02

A Ambev, fabricante de cervejas, vai investir R$ 15 milhões no Carnaval de Rua de São Paulo em troca da exposição do seu rótulo Skol. O montante inclui o custo de infraestrutura para quase 500 blocos inscritos para desfilar.  A Dream Factory, responsável por negociar o patrocínio da cervejaria, venceu o chamamento público do qual participaram outras três empresas. O resultado foi publicado no Diário Oficial do município na quarta (25), mas ainda depende da homologação do Secretário de Cultura, André Sturm.

O valor proposto pela Ambev para este Carnaval é quase três vezes maior do que foi investido em 2016. No ano passado, a Amstel, rótulo do grupo Heinekein, injetou R$ 4,6 milhões na festa. Na época, a marca era representada pela Dream Factory.

A patrocinadora oficial de 2107 vai disponibilizar, segundo sua proposta publicada no Diário Oficial, 10 mil banheiros químicos, 180 ambulâncias comuns e 180 com UTIs e 50 postos médicos. Caberá à empresa também providenciar tapumes de proteção a jardins, 700 seguranças e 80 bombeiros. Outra atribuição é realizar o cadastramento de ambulantes para a venda de bebidas.

Do total da verba de patrocínio cervejaria, R$ 1,5 milhão será destino para a montagem de cinco palcos em pontos diferentes da cidade para a realização de shows. Esses espaços foram criados pela Prefeitura no Carnaval do ano passado como um modo de oferecer atrações nos bairros e desestimular grandes deslocamentos.

A Skol foi a patrocinadora da festa do Aniversário de São Paulo, no Ibirapuera, em clima de esquenta para o Carnaval. O evento reuniu cerca de 40 mil pessoas, que acompanharam os blocos Toca um Samba Aí, Se Te Pego Não Te Largo, Bregsnice e Timbalada.

As empresas que disputaram com a Dream Factory a prioridade para negociar o patrocínio para o Carnaval de Rua de São Paulo foram a OCP – Organização em Comunicação e Propaganda, a Liga das Escolas de São Paulo e a SRCOM SP Entretenimento e Comunicação. Em dezembro, as três foram inabilitadas para a disputa, mas a SRCOM recorreu e voltou à concorrência. No entanto, a Dream Factory apresentou uma proposta de R$ 15 milhões, contra cerca de R$ 8 milhões de sua concorrente, e ficou com o patrocínio. Além do patrocínio para o Carnaval de Rua, a Skol apoia individualmente mais de 50 blocos.

Em 2017, 496 blocos pediram autorização à Prefeitura para desfilar entre os dias 17 de fevereiro e 5 de março. No ano passado, a folia levou 2 milhões de pessoas às ruas e contou com 306 blocos.

CarnaUOL