Suga açúcar do sangue, desinflama e aumenta imunidade: os benefícios da framboesa à saúde

Por Cecilia Felippe Nery

Rica em fibras, minerais, vitaminas e antioxidantes, a framboesa é uma fruta vermelha com diversos benefícios para a saúde.

iStock

Originária da Ásia, a framboesa é cultivada em algumas cidades brasileiras de clima temperado, como Gonçalves (MG), Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal (SP), Caxias do Sul e Vacaria (RS).

iStock

A framboesa, com centro oco e sabor delicado, é distinta da amora, que possui polpa homogênea. A framboesa demanda exposição ao frio, enquanto a amora adapta-se a diferentes solos.

iStock

A framboesa contém vitaminas A, B1, B5, cálcio, ferro, fósforo, antioxidantes, compostos bioativos e fenólicos, oferecendo atividades antioxidantes, anti-inflamatórias e antimicrobianas.

iStock

Proteção Cardiovascular: Os fitonutrientes da framboesa desempenham papel na prevenção do estresse oxidativo, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.

iStock

Antienvelhecimento: Rica em antioxidantes, a framboesa combate o envelhecimento precoce, ligando-se aos radicais livres e protegendo contra danos celulares.

iStock

Controle da Glicemia: Os carboidratos de liberação lenta na framboesa auxiliam no controle da glicemia, evitando picos e quedas nos níveis de açúcar no sangue.

iStock

Alívio da Dor da Artrite: O manganês na framboesa contribui para reduzir a dor da artrite, combatendo radicais livres e fornecendo proteção contra o colesterol "ruim" no diabetes.

iStock

Fortalecimento do Sistema Imunológico: A framboesa, rica em vitamina C, fortalece o sistema imunológico, evitando danos celulares e reduzindo o crescimento de fungos e bactérias.

iStock

Modo de Consumo: Além de ser consumida fresca, a framboesa pode ser congelada, enlatada, transformada em geleia, usada em bolos, doces, compotas, iogurtes ou como recheio de tortas.

Reprodução Instagram @naturally.jo

A indicação é consumir a fruta até duas vezes por dia, de acordo com a orientação do médico nutrólogo ou nutricionista.

iStock

Indivíduos com doenças renais e diabetes devem limitar o consumo de framboesa, seguindo orientações específicas de profissionais de saúde.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 24 de janeiro de 2024.