Reduz desejo por doce e remove placa de gordura: os benefícios da ameixa à saúde

Por Fabiana Gonçalves

A ameixa é conhecida por regular o intestino devido à sua alta quantidade de fibras, que, ao chegar no intestino grosso, formam um bolo fecal e facilitam a eliminação, combatendo a constipação. Mas não é só isso!

iStock

Estudos destacam que a ameixa possui carboidratos, compostos bioativos e minerais como cálcio, potássio, boro e magnésio, proporcionando benefícios que vão além da regulação intestinal.

iStock

O consumo de fibras e sorbitol na ameixa contribui para manter a microbiota intestinal saudável, reduzindo o risco de hemorroidas e câncer colorretal.

iStock

Estudos indicam que o consumo diário de ameixas secas pode inibir a reabsorção óssea, combatendo a osteoporose devido à presença de vitaminas K, C, cálcio, boro e magnésio.

iStock

As ameixas, ricas em antioxidantes como as antocianinas, combatem radicais livres, ajudando na prevenção de doenças cardiovasculares e reduzindo o acúmulo de placas de gordura.

iStock

A ameixa, especialmente a seca, de sabor adocicado, pode reduzir o desejo por doces mais calóricos e proporcionar saciedade, graças às fibras, como a pectina.

iStock

Com alto teor de potássio, a ameixa seca auxilia no controle da pressão arterial, equilibrando o sódio no organismo e prevenindo câimbras e fadiga muscular.

iStock

A ameixa fresca, rica em vitamina C e antioxidantes, fortalece o sistema imunológico, prevenindo gripes e resfriados, enquanto a seca é concentrada em potássio.

Getty Images/iStockphoto

A ameixa pode ser consumida fresca, seca, em calda ou geleias, sendo versátil para café da manhã, sobremesas, saladas, pratos salgados e doces.

Léo Avesani

Apesar dos benefícios, a ameixa deve ser consumida com moderação, especialmente a versão desidratada, que é mais calórica, com 240 calorias em 100g, comparado a 53 calorias da versão fresca.

Getty Images

Pessoas com diabetes podem consumir a ameixa fresca. A versão desidratada, de baixo índice glicêmico, é recomendada com fontes de proteína ou gordura boa para retardar a absorção do carboidrato.

iStock

A ameixa seca, rica em oxalatos e tratada com sulfitos, pode favorecer a formação de cálculos renais e na vesícula, sendo contraindicada para pessoas com tendência a esses problemas ou hipersensibilidade a sulfitos.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 17 de janeiro de 2024.