Expande imunidade, regula colesterol e reduz pressão: os benefícios do agrião à saúde

Por Samantha Cerquetani

O agrião é pouco calórico, contendo em 100 g apenas 23 calorias, além de nutrientes como proteínas, ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e fibras.

iStock

Encontrado facilmente em feiras e supermercados a preço acessível, o agrião pode ser consumido em saladas.

iStock

Benefícios para a Visão: Rico em luteína, zeaxantina e vitamina A, o agrião reduz o risco de catarata e degeneração macular.

iStock

Ação Antioxidante e Redução do Risco de Doenças Crônicas: Os antioxidantes presentes no agrião protegem contra danos celulares e podem reduzir o risco de doenças crônicas como diabetes e câncer.

iStock

Saúde do Coração: Estudos indicam uma redução de 16% no risco de doenças cardíacas com o consumo regular de agrião, que também ajuda a controlar o colesterol e a pressão arterial.

iStock

Contribuição para a Saúde Óssea: Com minerais como cálcio, magnésio, potássio, fósforo e vitamina K, o agrião contribui para a saúde dos ossos e reduz o risco de osteoporose.

iStock

Fortalecimento da Imunidade: Com 71,4 mg de vitamina C em 100 g, o agrião estimula o sistema imunológico e aumenta a produção de glóbulos brancos.

iStock

Promoção da Saúde Intestinal: O agrião, rico em fibras, auxilia no funcionamento do intestino, prevenindo a constipação.

iStock

Controle de Peso: Com poucas calorias e alta em fibras, o agrião contribui para a saciedade, ajudando no controle ou perda de peso.

iStock

Benefícios em Estudos: Pesquisas indicam que o agrião pode ser benéfico para quem tem diabetes e melhorar o desempenho esportivo, mas mais estudos são necessários para comprovar esses benefícios.

iStock

Escolha agrião com folhas frescas, coloração verde-escura e talos firmes. Mantenha refrigerado por até três dias, embalado adequadamente.

iStock

O agrião é seguro para a maioria, mas o consumo excessivo pode afetar quem tem problemas de coagulação ou insuficiência renal. Consulte um médico para orientação.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 12 de janeiro de 2024.