No meio da guerra, quem salva os animais? Conheça refúgio na Jordânia

Por Felipe van Deursen

A história de Dana, uma leoa resgatada de Aleppo, Síria, destaca o trabalho de resgate de animais em meio a conflitos.

Reprodução/Redes Sociais/Four Paws

Dana foi levada para a Jordânia, especificamente para a reserva natural Al Ma'wa, criada para abrigar animais vítimas de guerras ou tráfico.

Reprodução Instagram @almawa.jordan

Dana deu à luz pouco depois de chegar à Jordânia, surpreendendo a equipe de resgate devido ao seu estado de saúde precário.

Reprodução Facebook

A Four Paws, em parceria com a Fundação Princesa Alia, liderou a iniciativa de transporte de Dana e outros animais para a Jordânia.

Ibraheem Abu Mustafa/Reuters

A reserva Al Ma'wa possui a clínica veterinária New Hope em Amã, que atua como unidade de quarentena e reabilitação para animais resgatados.

Pedro Martins/UOL

Al Ma'wa, com 110 hectares, abriga 70 grandes animais, incluindo leões, ursos, lobos, tigres e hienas, fornecendo um ambiente natural para sua recuperação.

Reprodução Instagram @almawa.jordan

A maioria dos animais na reserva foi vítima de transações ilegais, sendo vendidos como animais de estimação ou mantidos sem autorização.

Reprodução Instagram @almawa.jordan

Alguns animais foram resgatados de zoológicos em condições precárias, como o Khan Younis, muitas vezes chamado de "pior zoológico do mundo".

Ibraheem Abu Mustafa/Reuters

Animais resgatados de zonas de guerra chegam traumatizados, famintos e sem histórico médico, o que desafia os veterinários na reserva.

Amir Cohen/Reuters

A iniciativa da Jordânia inspirou o Egito a planejar uma reserva semelhante, evidenciando o impacto global da mensagem de Al Ma'wa.

Reprodução Instagram @almawa.jordan

Para mais informações, acesse Nossa.

Reprodução Instagram @almawa.jordan
Publicado em 23 de novembro de 2023.