Ilha da Trindade: saiba como é ilha do ES que pode esconder um tesouro pirata

Por Nossa

Marcos Juliano Ofenbock, pesquisador curitibano, acredita que um pirata escondeu um tesouro na Ilha da Trindade, no Espírito Santo.

Vitogustavo/WikiCommons

A Marinha considera a Ilha da Trindade a "Amazônia Azul" brasileira, um local com rica biodiversidade e importância estratégica.

Global_Pics/Getty Images/iStockphoto

A ilha, localizada a 1.200 km da costa do Espírito Santo, é o maior berçário de tartarugas verdes do Brasil, além de abrigar aves raras.

Simone Marinho/Creative Coommons

A Ilha da Trindade possui uma floresta de samambaias gigantes, contribuindo para a diversidade única do seu ecossistema.

Vitogustavo/WikiCommons

Com uma temperatura média anual de 25,2 ºC, a ilha oferece um clima tropical, sendo fevereiro o mês mais quente, com 30,2 ºC.

Edson Faria Júnior/WikiCommons

Ilhas de Trindade e Martim Vaz: Juntas, possuem apenas 10,5 km², sendo áreas protegidas e consideradas unidades de conservação oceânica do Brasil.

Global_Pics/Getty Images/iStockphoto

Descoberta em 1501, a Ilha da Trindade foi utilizada por traficantes e piratas, além de ter sido ponto estratégico durante navegações.

Simone Marinho/Creative Coommons

Anexada ao território brasileiro em 1822, a ilha enfrentou tentativas de ocupação, inclusive por ingleses, mas permaneceu sob controle brasileiro.

Vitogustavo/WikiCommons

Cabras introduzidas no passado causaram danos, mas a Marinha restaurou a vegetação. A ilha enfrentou tentativas de ocupação e abrigou detentos políticos.

Edson Faria Júnior/WikiCommons

Desde 1957, a Marinha administra o Posto Oceanográfico na ilha. Em 2011, foi inaugurada a Estação Científica, permitindo pesquisas controladas.

Global_Pics/Getty Images/iStockphoto

Atualmente, a entrada na ilha requer autorização, sendo permitida a entrada a pesquisadores, jornalistas e casos avaliados pela Marinha.

Simone Marinho/Creative Coommons

Ofenbock pesquisa a história de um pirata curitibano que participou de um ataque a um galeão espanhol e teria escondido um tesouro na Ilha da Trindade.

Vitogustavo/WikiCommons

Órgãos públicos, como o Instituto Histórico do Paraná, a Marinha do Brasil e a Universidade Federal do Paraná, apoiam o projeto de Ofenbock.

Edson Faria Júnior/WikiCommons

A pesquisa visa encontrar vestígios do tesouro escondido na ilha, seguindo a saga do pirata e as histórias locais.

Simone Marinho/Creative Coommons

Para saber mais informações, acesse Nossa.

Vitogustavo/WikiCommons
Publicado em 18 de dezembro de 2023.