Novos motores japoneses põe futuro de carros elétricos em xeque

Por Julio Cabral

Toyota, Mazda e Subaru estão investindo em novas gerações de motores a combustão, combinados com propulsão elétrica para criar veículos híbridos.

Divulgação

A eletrificação completa se mostrou menos viável do que o previsto, levando alguns fabricantes a continuarem investindo em motores a combustão.

Divulgação

Os híbridos oferecem vantagens significativas, como a dispensa da necessidade de recarga para rodar, especialmente útil para modelos paralelos e plug-in.

Rafaela Borges/UOL

As montadoras estão focadas em usar combustíveis renováveis e neutralizar o carbono em todas as etapas de produção, uma meta difícil de atingir apenas com elétricos.

25.mai.2023 - Kevin David/Estadão Conteúdo

A Toyota investe em várias soluções de mobilidade, incluindo veículos elétricos e híbridos, para atender às necessidades dos consumidores e à infraestrutura local.

REUTERS/Edgar Su

As novas motorizações das montadoras incluem: Toyota - novos propulsores de quatro cilindros; Mazda - motores rotativos (Wankel); Subaru - motores boxer, com cilindros contrapostos na horizontal.

Divulgação

Os novos motores são revolucionários e todos serão hibridizados, aumentando a eficiência energética e reduzindo emissões.

Divulgação

Tecnologias como injeção direta de combustível, sistema de comando variável, turbocompressor e materiais nanotecnológicos ajudam a aumentar a eficiência e reduzir o peso dos motores.

Divulgação

A Toyota, instalada no Brasil, pode trazer seus novos motores, como o 1.5 e o 2.0, para modelos como o Corolla e o Corolla Cross.

Rafaela Borges/UOL

A produção dos novos motores deve começar em breve, com a Subaru iniciando em setembro no Japão e a Mazda apostando na hibridização do motor Wankel para atender às novas regulamentações de emissões.

Divulgação

Para mais informações, acesse UOL Carros.

Divulgação
Publicado em 12 de junho de 2024.