Suga açúcar do sangue, abaixa pressão e reduz colesterol: os benefícios do blueberry à saúde

Por Samantha Cerquetani

Conhecido como blueberry, o mirtilo é uma fruta azul, originária dos Estados Unidos e Europa, chegando ao Brasil nos anos 80.

iStock

O mirtilo destaca-se pelos antioxidantes como tanino, ácidos fenólicos e antocianina, conferindo benefícios à saúde devido à sua composição.

Reprodução Instagram @naturally.jo

Com apenas 57 calorias e 14g de carboidratos a cada 100g, o mirtilo é uma opção saudável para manter a saúde sem ganhar peso.

Reinaldo Canato/UOL

Os antioxidantes reduzem o colesterol, prevenindo doenças cardíacas, especialmente em casos de síndrome metabólica.

iStock

Previne condições como catarata, glaucoma e problemas retinianos, melhorando a visão noturna e combatendo a fadiga ocular.

iStock

Estudos indicam que o mirtilo melhora a sensibilidade à insulina, diminuindo os níveis de açúcar no sangue e reduzindo o risco de diabetes.

iStock

Propriedades do mirtilo impedem a aderência de bactérias na bexiga, auxiliando na prevenção de infecções urinárias.

iStock

Reduz danos musculares pós-exercício, acelerando a recuperação funcional muscular, especialmente após atividades intensas.

iStock

Consumo regular pode diminuir a pressão arterial, atribuído aos flavonoides presentes, funcionando como vasodilatador.

iStock

Antioxidantes do mirtilo estão associados à prevenção do câncer, inibindo a invasão celular e metástases.

iStock

Antioxidantes podem melhorar áreas essenciais do cérebro, beneficiando a memória e a capacidade de aprendizagem, embora mais pesquisas sejam necessárias.

iStock

Pode ser consumido fresco ou em formas processadas, como chás, geleias, sucos, e o consumo in natura é aconselhável para manter as propriedades nutricionais.

Getty Images/iStockphoto

Consumir cerca de 25g por dia é recomendado para usufruir dos benefícios, mas mesmo consumindo três vezes por semana já é benéfico.

iStock

Embora não haja estudos conclusivos sobre riscos, a moderação é aconselhada. Altas doses podem ser anticoagulantes e inibir a absorção de nutrientes, com raros casos de alergia. Acompanhamento profissional é recomendado, especialmente após cirurgias.

iStock

Para mais informações e dicas de saúde como essa, acesse VivaBem.

Reinaldo Canato/UOL
Publicado em 13 de dezembro de 2023.