Remove colesterol e absorve açúcar do sangue: os 9 benefícios da mandioca para a saúde

Por Samantha Cerquetani

A mandioca, também chamada de macaxeira ou aipim em certas regiões do Brasil, é um alimento nativo da América do Sul, cultivado desde tempos antigos, sendo um pilar alimentar para mais de 700 milhões de pessoas.

Ribeiro Rocha/Getty Images/iStockphoto

Rica em cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitamina C, a mandioca cozida é uma fonte energética importante, contendo 125 calorias e 30g de carboidratos em 100g.

Getty Images/iStockphoto

O amido resistente presente na mandioca alimenta bactérias benéficas intestinais, promovendo um intestino saudável e fortalecendo o sistema imunológico.

iStock

Com potássio e fibras, a mandioca regula fluidos, alivia a tensão nos vasos sanguíneos e reduz níveis de colesterol, favorecendo a saúde cardiovascular.

iStock

Os polifenóis e saponinos presentes na mandioca têm propriedades anti-inflamatórias, contribuindo para o alívio da artrite.

iStock

O amido resistente auxilia na saciedade, modera o apetite e controla a glicose, sendo benéfico para quem tem diabetes. As fibras também desempenham um papel crucial nesse aspecto.

iStock

Com alto teor de calorias e carboidratos, a mandioca fornece energia essencial para atividades físicas intensas. O fósforo e o cálcio presentes ajudam a combater o cansaço.

Getty Images

Rica em vitamina C e folato, a mandioca fortalece o sistema imunológico, aumentando a produção de glóbulos brancos e auxiliando na defesa contra agressores.

Getty Images/iStockphoto

O consumo de mandioca eleva os níveis de serotonina devido às fibras, contribuindo para o bom funcionamento intestinal e melhorando o humor.

iStock

Com polifenóis, como o resveratrol, a mandioca combate os radicais livres, retardando o envelhecimento causado pela radiação ultravioleta.

iStock

Consumida moderadamente, a mandioca durante a gravidez fornece folatos essenciais para a formação do tubo neural do feto, além de energia sem causar picos glicêmicos.

iStock

Apesar da associação ao ganho de peso devido ao alto teor de carboidratos, a mandioca pode ser parte de uma dieta equilibrada, substituindo fontes de carboidratos simples.

iStock

Presente em diversas receitas doces e salgadas, a mandioca é consumida in natura, em forma de farinha, tapioca, ou em pratos típicos como a "vaca atolada," escondidinho, e bolo cremoso de mandioca.

Beto_Junior/Getty Images/iStockphoto

A mandioca deve ser sempre cozida, nunca crua, para evitar intoxicação por cianeto. Adicionar um fio de óleo na água ao cozinhar preserva nutrientes.

Ribeiro Rocha/Getty Images/iStockphoto

Para mais informações, acesse VivaBem.

Daniel Dan/Pexels
Publicado em 13 de novembro de 2023.