É PROIBIDO pedir ovo com gema mole em restaurantes de SP e RS; por quê?

Por Laís Seguin

Em São Paulo e no Rio Grande do Sul, há restrições quanto ao preparo de ovos com gema mole em restaurantes. Sabia?

Gladstone Campos/ Divulgação

Desde 2013, a Vigilância Sanitária de São Paulo proíbe preparações com ovos crus ou mal-cozidos, seguindo medida semelhante adotada pelo Rio Grande do Sul desde 2009.

Carol Milano

Fora de SP e RS, não há legislação nacional proibindo a gema mole, mas a Anvisa exige rótulos alertando sobre os riscos do consumo cru ou mal cozido desde 2009.

iStock

A portaria paulista especifica que ovos cozidos devem ser fervidos por sete minutos para garantir uma gema macia e uma clara bem cozida.

iStock

Tanto em São Paulo quanto no Rio Grande do Sul, ovos fritos devem ter gema dura, levando aproximadamente três minutos na frigideira.

Getty Images/iStockphoto

Em receitas como maioneses e cremes, as portarias sugerem a utilização de ovos desidratados, cozidos ou pasteurizados para eliminar possíveis bactérias.

iStock

A presença da bactéria Salmonella nos ovos, que pode causar salmonelose, é o principal motivo para as restrições, pois o consumo cru ou mal cozido aumenta o risco de infecção.

Cameron Spencer

A salmonelose pode causar cólicas abdominais, diarréia, vômitos e febre, e os sintomas aparecem de 12 a 72 horas após o consumo do alimento contaminado.

iStock

A doença normalmente dura de quatro a sete dias, com a possibilidade de recuperação sem a necessidade de antibióticos.

iStock

Cozinhar os ovos é eficaz na eliminação da bactéria Salmonella; a temperatura da água deve atingir no mínimo 66°C.

Getty Images/iStockphoto

Caso o preparo do ovo não atinja temperatura alta o suficiente, há risco de infecção alimentar.

iStock

Para mais informações, acesse Nossa.

Getty Images/iStockphoto
Publicado em 06 de dezembro de 2023.