UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/12/06/contrato-para-obras-do-beira-rio-entra-em-analise-e-inter-revela-divida-de-8-mi.htm
  • Contrato para obras do Beira-Rio entra em análise e Inter revela dívida de R$ 8 mi
  • 20/01/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
06/12/2011 - 11h16

Contrato para obras do Beira-Rio entra em análise e Inter revela dívida de R$ 8 mi

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre
  • Inter precisa ressarciar empreiteira por venda de suítes e ainda vai repassar receita por venda do antigo estádio; contrato deve ser assinado até o dia 15 de dezembro e obras retomadas em janeiro

    Inter precisa ressarciar empreiteira por venda de suítes e ainda vai repassar receita por venda do antigo estádio; contrato deve ser assinado até o dia 15 de dezembro e obras retomadas em janeiro

A minuta do contrato a ser firmado entre o Internacional e a construtora Andrade Gutierrez começou a ser analisada, por parte da cúpula vermelha, nesta segunda à noite. No encontro, o presidente Giovanni Luigi repassou tópicos do acordo para os próximos vinte anos. E explicou que o colorado está em débito com a empreiteira.

De acordo com o mandatário, e também o presidente da Comissão de Obras do Inter, a Andrade Gutierrez precisa ser ressarcida em 8 milhões de reais. O valor é referente à venda de oito suítes no ano passado. Segundo o jornal Zero Hora, o clube gaúcho terá 18 meses para quitar a dívida.

Além de repassar a receita oriunda das suítes, o Internacional deve disponibilizar os 26 milhões obtidos na venda do estádio dos Eucaliptos. A antiga casa do colorado foi negociada exatamente para viabilizar a reforça do Beira-Rio.

No final de outubro, a Andrade Gutierrez afirmou que só iria bancar 20% dos custos para reformulação do estádio em Porto Alegre – escolhido como uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. O investimento da empresa fica perto dos 60 milhões de reais. O resto dos 260 milhões previstos para a reforma serão provenientes de parceiros.

Com a minuta do contrato em Porto Alegre desde sexta-feira, a diretoria do Inter espera levar o documento ao Conselho Deliberativo até o dia 15 de dezembro. A esfera do clube terá de chancelar o acordo que vem sendo negociado há seis meses. E paralisou as obras durante todo o período.

Placar UOL no iPhone