UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/09/30/inter-joga-atraso-das-obras-para-cima-de-construtora-e-espera-contrato-em-sete-dias.htm
  • Inter joga atraso das obras para cima de construtora e espera contrato em sete dias
  • 07/07/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Obra parou na metade de junho; atraso pode tirar estádio da Copa das Confederações

Obra parou na metade de junho; atraso pode tirar estádio da Copa das Confederações

30/09/2011 - 16h27

Inter joga atraso das obras para cima de construtora e espera contrato em sete dias

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

O status das obras do estádio Beira-Rio tem causado uma enorme preocupação. A mais recente manifestação neste sentido partiu da prefeitura de Porto Alegre, que admite o risco de ficar sem a Copa das Confederações de 2013. No Inter, o atraso é atribuído única e exclusivamente a construtora Andrade Gutierrez.

“A Andrade Gutierrez está atrasada. Eu espero ter uma posição na próxima semana. Este atraso traz prejuízo para o Inter, para Porto Alegre e também para a Andrade Gutierrez”, disse o presidente do Internacional, Giovanni Luigi, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O UOL Esporte já havia divulgado o principio de pressão pública por parte do clube. Agora, o movimento foi acelerado. De acordo com o Internacional, suas intenções foram repassadas há mais de um mês para a empreiteira. Que ainda não remeteu uma cópia final do contrato para reforma do estádio e parceria por 20 anos.

“A questão está nas mãos da Andrade Gutierrez. O Inter repassou isso há tempos. O nosso escritório já encaminhou o contrato há muito tempo”, apontou o mandatário vermelho. “Este é um tema que rouba o meu dia inteiro. Existe um grande trabalho político também”, completou.

Na primeira quinzena de maio, o Inter tornou oficial o acordo com a Andrade Gutierrez. Mas de lá para cá, poucos avanços. Paralização nas obras por falta de recursos do clube e prazos vencidos. Do lado da construtora, um silêncio sepulcral. No Inter, repasse progressivo de responsabilidade.

A obra, orçada em cerca de 250 milhões de reais, deve ficar pronta até dezembro de 2012. Mas o Inter se adiantou e comunicou que precisará de mais tempo, entregando a reformulação do estádio no começo do ano seguinte.

Segundo o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, o atraso na assinatura do contrato entre Inter e a construtora – que retarda a retomada das obras, fez a cidade perder pontos junto à Fifa. “Já estive mais otimista. A não-assinatura pode tirar Porto Alegre da disputa. Espero que até o dia 20 de outubro o Inter resolva a pendência. Com o documento em mãos, teremos um trunfo muito grande”, disse Fortunati à Rádio Gaúcha.

Placar UOL no iPhone