UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/08/18/operarios-protestam-em-frente-ao-maracana-um-dia-apos-acidente-e-paralisacao-das-obras.htm
  • Operários protestam em frente ao Maracanã um dia após acidente e paralisação das obras
  • 21/05/2024
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Operários das obras do Maracanã para a Copa pedem melhores condições de trabalho

Operários das obras do Maracanã para a Copa pedem melhores condições de trabalho

18/08/2011 - 08h15

Operários protestam em frente ao Maracanã um dia após acidente e paralisação das obras

Maria Clara Serra
No Rio de Janeiro

As manifestações por melhores condições de trabalho na obras do Maracanã continuam na manhã desta quinta-feira. Operários do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada intermunicipal do Rio de Janeiro (Sitraicp) estão protestando em frente ao portão 13 do estádio, na Zona Norte do Rio. De acordo com o diretor do sindicato, Sérgio Luís Silva da Fonseca, a manifestação tem a adesão dos 1.500 funcionários da obra e acontece um dia depois de um trabalhador se ferir no estádio.

Durante reunião com o consórcio formado pelas construtoras Andrade Gutierrez e Delta, responsável pelas melhorias no estádio, na noite de quarta-feira, os trabalhadores decidiram fazer uma assembleia, que teve início às 6h desta manhã. O Sitraicp reivindica melhores condições de segurança, aumento do salário, que hoje é de R$ 1.180, e reajuste do vale-refeição dos atuais R$ 100 para R$ 300, além de plano de saúde.

"Já estávamos discutindo com o consórcio há três meses sobre o plano de saúde, pois os encarregados tinham e os operários não. Quando o trabalhador reivindica, ele quer resultados, e o consórcio não estava dando. Então, após o acidente, decidimos fazer a greve, e vamos continuar até que nossos pedidos sejam atendidos", disse Sérgio Luís ao Uol Esporte.

O acidente com o ajudante de produção Carlos Felipe da Silva Pereira ocorreu às 8h30 da última quarta-feira. Um latão metálico explodiu e projetou o operário por dois metros. De acordo com a assessoria do consórcio, Carlos Felipe teve queimaduras pelo corpo e fratura no joelho. Ele foi operado no hospital Souza Aguiar e passa bem. Após o acidente, os funcionários foram liberados e as obras paralisadas. 

Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone