! Técnico Leão anuncia que foi demitido do São Paulo - Futebol - $estacao.titulo

UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2012/06/26/leao-confirma-que-foi-demitido-do-sao-paulo.htm
  • Técnico Leão anuncia que foi demitido do São Paulo
  • 23/09/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Em entrevista, Leão anuncia que foi demitido; 2ª passagem no SP durou oito meses

Em entrevista, Leão anuncia que foi demitido; 2ª passagem no SP durou oito meses

26/06/2012 - 11h29

Técnico Leão anuncia que foi demitido do São Paulo

Renan Prates
Do UOL, em São Paulo

O técnico Emerson Leão anunciou na manhã desta terça-feira que foi demitido do São Paulo. "Acabei de conversar com o Juvenal [Juvêncio, presidente do clube]. Disse que íamos encerrar o contrato e não tivemos nem um minuto de conversa", afirmou o treinador em breve entrevista coletiva no centro de treinamento da Barra Funda. O auxiliar Milton Cruz assume o comando interinamente e deverá estar à frente da equipe no jogo do próximo sábado, contra o Cruzeiro, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

NÚMEROS DE LEÃO NO SÃO PAULO

Última passagem (out/2011 a jun/12)
26 vitórias, 6 empates e 12 derrotas em 44 jogos
Todas as passagens (2004-05 e atual)
53 vitórias, 18 empates e 18 derrotas em 89 jogos

Leão chegou ao São Paulo no final de outubro, em sua segunda passagem pelo clube, com a missão de classificar o time para a Libertadores e fazer uma boa campanha na Copa Sul-Americana e no Brasileirão 2011, mas fracassou nas tarefas. Com falta de opções no mercado, a diretoria do São Paulo resolveu dar mais uma chance ao treinador e fez mudanças radicais em todo o elenco no início de 2012, mas mesmo assim não deu certo.

O ex-goleiro chegou a igualar o recorde histórico do São Paulo de 11 vitórias consecutivas na atual temporada, mas viu o bom rendimento do time ruir após a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista diante do Santos.

O treinador nunca foi unanimidade na diretoria tricolor e sempre esteve na corda bamba, tendo seu comando várias vezes questionado. Por ordens da direção, por exemplo, o zagueiro Paulo Miranda chegou a ser sacado da concentração horas antes do duelo contra a Ponte Preta, em Campinas, pela Copa do Brasil, contra a vontade de Leão. Por essa falta de apoio das esferas superiores, nesta terça ele admitiu que a demissão não foi uma surpresa.

“Vou continuar torcendo por eles [jogadores]. Tivemos divergências com a diretoria, mas em nenhum momento o São Paulo deixou de cumprir com as obrigações e nem deixou as coisas escondidas. Eu era treinador de campo, nada mais que isso. Não foi surpresa também, até porque os últimos técnicos saíram antes [deste período]. Eu estou completando oito meses. Para quem entrou pra dois [meses] e está há oito, a performance foi boa e sem problemas”, avaliou.

Emerson Leão
Emerson Leão