Remove toxinas, reduz inchaço e elimina líquidos: os benefícios do alecrim à saúde

Por Samantha Cerquetani

Originário do Mediterrâneo e conhecido por seus fins terapêuticos desde a Antiguidade, o alecrim também é chamado de rosmarino e erva-da-graça.

Getty Images

Nutrientes: Rico em minerais, vitaminas A e C, e compostos polifenóis.

Getty Images/iStockphoto

Em 4g de alecrim: 13 kcal, 0,20g de proteína, 1,70g de fibras, 51,2mg de cálcio, 1,17mg de ferro, 8,80mg de magnésio, 2,80mg de fósforo, 38,2mg de potássio, 0,13mg de zinco, 6,24mcg de vitamina A, 2,45mg de vitamina C.

Christhian Gruhn/Unsplash

Propriedades terapêuticas: Efeitos antiespasmódicos, antioxidantes, anti-inflamatórios e diuréticos.

iStock

Protege o cérebro: O ácido carnósico combate danos causados por radicais livres, ajudando a prevenir Alzheimer e melhorando memória e concentração.

iStock

Fonte de antioxidantes: Contém taninos, saponinas e flavonoides que neutralizam radicais livres e protegem contra doenças cardiovasculares e câncer.

iStock

Melhora a digestão: Ajuda na digestão, aliviando gases, azia e cólicas, e regula a função da bile.

iStock

Reduz a retenção de líquidos: Propriedades diuréticas ajudam a eliminar toxinas e reduzir inchaços.

iStock

Benefícios respiratórios: O ácido rosmarínico alivia congestão nasal e sintomas asmáticos.

iStock

Protege o fígado: Melhora a saúde hepática e auxilia na desintoxicação do organismo.

iStock

Chá de alecrim e emagrecimento: Embora popular, o chá de alecrim não promove perda de peso sozinho; é necessário déficit calórico e exercícios.

iStock

Contraindicações e riscos: Grávidas, lactantes, crianças menores de 12 anos, pessoas com diabetes, pressão alta, enxaqueca e em tratamento para epilepsia devem evitar o consumo excessivo.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 09 de julho de 2024.