Extrai colesterol no sangue, regula intestino e reduz risco de câncer: os benefícios do açaí à saúde

Por Thais Szëgo

O açaí é especialmente popular entre esportistas, mas oferece benefícios que podem ser aproveitados por todos.

iStock

A fruta é típica da Região Norte do Brasil e tem sido alvo de diversos estudos científicos devido aos seus inúmeros benefícios à saúde.

Wenderson Nunes.

Combate ao Envelhecimento: O açaí possui uma alta concentração de antioxidantes, como as antocianinas, que combatem os radicais livres e retardam o envelhecimento celular.

iStock

Melhora o Funcionamento Intestinal: Rico em fibras, o açaí ajuda a melhorar o trânsito intestinal e prevenir problemas digestivos.

iStock

Reduz o Colesterol Ruim (LDL): Estudos mostraram que o açaí pode diminuir os níveis de colesterol LDL devido à presença de fitoesteróis e antocianinas.

iStock

Protege o Coração: O açaí ajuda a afastar a aterosclerose e melhorar a circulação sanguínea, além de controlar a pressão arterial.

iStock

Fonte de Energia: Por ser rico em carboidratos e nutrientes, o açaí fornece energia extra, sendo ideal para consumir antes da atividade física.

iStock

Fortalece o Sistema Imunológico: Contém arabinogalactana, que estimula as células de defesa do organismo, melhorando a imunidade.

Getty Images

Previne Doenças Degenerativas: Os antioxidantes do açaí combatem o estresse oxidativo e reduzem o acúmulo da proteína beta-amilóide, prevenindo doenças como o Alzheimer.

iStock

Reduz o Risco de Câncer: Estudos indicam que o extrato de açaí pode combater a leucemia e potencialmente outros tipos de câncer.

iStock

Auxilia na Perda de Peso: As fibras presentes no açaí aumentam a saciedade, ajudando a controlar o apetite e combater os quilinhos extras, desde que consumido com moderação.

iStock

Previne a Osteoporose: Rico em cálcio e potássio, o açaí ajuda a fortalecer os ossos e prevenir a osteoporose.

iStock

Recomendações de Consumo: É recomendado consumir entre 100 e 200 gramas de açaí, até três vezes por semana, evitando acompanhamentos ultracalóricos.

Léo Avesani

Para saber mais, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 14 de junho de 2024.