Controla hipertensão, fortalece ossos e suga açúcar do sangue: os benefícios do espinafre à saúde

Por Samantha Cerquetani

O espinafre, originário da Pérsia, é rico em ferro, vitaminas A, K, B2, cálcio, fósforo, potássio e magnésio, além de fibras, proteínas e carboidratos.

iStock

Prevenção da Prisão de Ventre: Suas fibras ajudam a combater a constipação, aumentando o volume fecal e estimulando os movimentos intestinais.

iStock

Benefícios para a Visão: A presença de vitamina A, luteína e zeaxantina protege os olhos contra degeneração macular e catarata.

iStock

Controle da Pressão Arterial: O alto teor de potássio e baixo de sódio ajuda a regular a pressão sanguínea, beneficiando os hipertensos.

iStock

Proteção Cardiovascular: Vitaminas C, E, K, betacaroteno e folato do espinafre protegem contra doenças cardiovasculares e mantêm a saúde arterial.

iStock

Combate ao Envelhecimento Precoce: Antioxidantes presentes na hortaliça, como o ácido alfa-lipóico, retardam o envelhecimento da pele e previnem rugas.

iStock

Fortalecimento dos Ossos: Rico em cálcio, vitamina K e fósforo, o espinafre contribui para a saúde óssea e previne osteoporose.

iStock

Benefícios na Anemia e Diabetes: O ferro e o ácido fólico combatem a anemia, enquanto as fibras ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue.

iStock

Potencial Anticâncer: Estudos sugerem que a clorofila e os antioxidantes presentes no espinafre podem ajudar na prevenção do câncer, mas mais pesquisas em humanos são necessárias.

iStock

Fortalecimento Muscular: O nitrato presente na hortaliça melhora a eficiência muscular, reduzindo a quantidade de oxigênio necessária durante o exercício.

iStock

Riscos e Contraindicações: O alto teor de vitamina K pode interferir em medicamentos anticoagulantes, enquanto o oxalato pode contribuir para a formação de cálculos renais.

iStock

Formas de Consumo: Recomenda-se o consumo moderado e preferencialmente cozido do espinafre, para melhor absorção de nutrientes e redução do ácido oxálico.

iStock

O espinafre deve ser cozido com uma pequena quantidade de gordura e consumido três vezes por semana, em porções de meio prato de sobremesa.

Getty Images/iStockphoto

Para saber mais, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 03 de abril de 2024.