UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/11/28/andres-sanchez-diz-que-vai-publicar-gastos-semanais-do-itaquerao-no-site-do-corinhtians.htm
  • Corinthians diz que vai publicar gastos semanais do Itaquerão no site oficial
  • 22/01/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
28/11/2011 - 18h23

Corinthians diz que vai publicar gastos semanais do Itaquerão no site oficial

Roberto Pereira de Souza e Renan Prates
Em São Paulo
  • Sanchez: "vou publicar gasto de cada prego e cada saco de cimento".

    Sanchez: "vou publicar gasto de cada prego e cada saco de cimento".

A 15 dias de deixar o cargo de presidente do Corinthians, Andrés Sanchez tem um plano digital para impedir qualquer suspeita sobre os custos do Itaquerão: o cartola quer publicar todas as planilhas com as despesas da obra, item por item, do preçco do prego até o do saco de cimento utilizado na construção.

“Já falei com o pessoal da Odebrecht e, nos próximos dias, esses custos serão publicados no site do Corinthians. Com isso, quero evitar qualquer comentário maldoso sobre a construção da arena”, explicou Sanchez, um pouco durante palestra realizada no Museu do Futebol, em São Paulo. "Vou publicar o preço de tudo, de prego a cimento", disse o dirigente.

A assessoria da construtora não confirmou a publicação das planilhas, mas deixou claro que “se o presidente do clube mencionou isso publicamente, alguma conversa pode ter ocorrido”.

As obras do Itaquerão, segundo a assessoria, chegaram a 18 % de sua conclusão, prevista para 2013. Até agora, nenhum pedido de financiamento foi  feito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES).

O banco estatal financia reformas e construção das arenas para Copa 2014. O pedido deve ser encaminhado até 31 de dezembro de 2011.

A assessoria do BNDES explicou que o pedido pode ser encaminhado até o dia 31 de dezembro e o contrato de financiamento (até R$ 400 milhões) pode ser assinado em 2012. Os engenheiros da Odebrecht já trabalham com a possibilidade de o empréstimo ser liberado em abril do próximo ano. O maior empecilho na relação do banco com a construtora parece ser o oferecimento das garantias reais.

O protocolo do BNDES estabelece que as garantias devam ser de 130 % do valor contratado para empresas que não operam na Bolsa de Valores de São Paulo. Clubes de futebol não podem  assinar empréstimos junto ao BNDES.

Há dois meses, a construtora foi obrigada a pedir empréstimo no mercado financeiro normal para tocar as obras do Itaquerão, no valor de R$ 200 milhões.

As obras do Itaquerão
As obras do Itaquerão

Placar UOL no iPhone