UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/09/01/ao-custo-de-r-75-milhoes-estrutura-de-fundacao-do-itaquerao-e-a-mais-cara-entre-as-novas-arenas.htm
  • Ao custo de R$ 75 milhões, estrutura de fundação do Itaquerão é a mais cara entre as novas arenas
  • 22/05/2024
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
01/09/2011 - 07h01

Ao custo de R$ 75 milhões, estrutura de fundação do Itaquerão é a mais cara entre as novas arenas

Vinícius Segalla
Em São Paulo

O estádio que o Corinthians e a Odebrecht estão erguendo em Itaquera (zona Leste de São Paulo) para abrigar partidas da Copa do Mundo de 2014 está entre os mais caros que estão sendo construídos para a competição internacional. A previsão de custo atual é de R$ 820 milhões, sem contar os 20 mil lugares em arquibancadas móveis que serão construídos pelo governo estadual. O estádio só não é mais caro que a reforma do Maracanã, orçada, até o momento, em R$ 931 milhões.

 

Estádio e capacidade

Quantidade de estacas

Arena Grêmio
61.000

2.000

Itaquerão
48.000

3.000

Arena Pernambuco
46.000

853

Arena Palestra
45.000

800

Arena Pantanal
43.600

1.900

Parte da explicação para este custo elevado (que faz com que o Itaquerão tenha a pior relação entre preço e capacidade de público do Mundial: R$ 13.000 por assento) está na fase de fundação de obra.  O Itaquerão será sustentado por 3.200 estacas, a um custo de R$ 75 milhões, a mais cara fundação - e a maior quantidade de estacas fincadas no solo - entre as arenas da Copa.

Para o diretor de marketing do Corinthians, Luiz Paulo Rosemberg, o motivo é um só: o tamanho do estádio. "Há tantas estacas porque estamos contruindo o maior estádio de todos, maior que o Maracanã. Por isso a fundação custará R$ 75 milhões", disse o corintiano. De fato, considerando a área construída, e não a capacidade de público, o Itaquerão é uma das maiores arenas em construção atualmente no país, mas não é a maior.

Projetado para receber 48 mil pessoas e o jogo de abertura da Copa do Mundo, capacidade que será ampliada por 20 mil lugares móveis do governo estadual, o Itaquerão terá 180 mil metros quadrados. Além do campo, dos vestiários e das arquibancadas, a arena ainda contará com dois restaurantes (um com 1.130 metros quadrados, para o público em geral, e outro de 180 metros quadrados, apenas para os convidados mais importantes da Fifa), além de um espaço para patrocinadores com 5.000 metros quadrados.

Ainda assim, não se trata da maior arena em construção no país. A Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS), não receberá jogos da Copa do Mundo, mas atende a todas as exigências dos padrões internacionais da Fifa, além de abrigar um complexo multiuso para shows, um centro de convenções, um hotel com 240 apartamentos, um shopping center, um centro empresarial, uma área residencial e 5.300 vagas de estacionamento.

Para sustentar uma estrutra que se ergue em uma área construída de 192 mil metros quadrados, a obra gaúcha, feita exclusivamente com dinheiro privado, utiliza 2.000 estacas. O preço dessa fundação gira em torno R$ 47 milhões. Já a Arena Palestra, sendo construída pelo Palmeiras na zona Oeste de São Paulo, próxima ao rio Tietê, conta com 800 estacas para sustentar uma construção que ocupa 49 mil metros quadrados. Custo: R$ 33 milhões. 

Além do tamanho da obra, porém, o que determina a necessidade de haver mais ou menos estacas em uma construção, de acordo com o engenheiro especialista em fundações e professor da Unesp e da Unicamp Cláudio Vidrih Ferreira, é o tipo de solo. "Em um solo arenoso, será necessário aprofundar mais as estacas, fazendo subir o custo. Já em um solo mais compacto, pode-se fazer uma fundação mais rasa e com menos estacas", explica.

Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone