UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/07/05/corinthians-segue-modelo-do-barcelona-e-quer-dobrar-arrecadacao-com-novo-estadio.htm
  • Corinthians segue modelo do Barcelona e quer dobrar arrecadação com novo estádio
  • 19/05/2024
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Operários trabalham no Itaquerão; Corinthians já traça estratégia de lucro para o local

Operários trabalham no Itaquerão; Corinthians já traça estratégia de lucro para o local

05/07/2011 - 07h00

Corinthians segue modelo do Barcelona e quer dobrar arrecadação com novo estádio

Renan Prates
Em São Paulo

As obras do estádio do Corinthians estão ainda no início, mas o marketing do clube diz trabalhar ativamente para capitalizar recursos com o empreendimento. O gerente do setor, Caio Campos, afirmou que quer seguir o modelo utilizado pelo Barcelona da Espanha no Camp Nou e busca dobrar a arrecadação com o Itaquerão.

RAMÓN ESTÁ PERTO DO CORINTHIANS

  • Alexandre Loureiro/Fotocom.net

    Insatisfeito no Vasco, o lateral-esquerdo Ramón está de saída do clube carioca. E o destino pode ser o Corinthians, que procura um jogador do setor. O UOL Esporte apurou que o empresário do atleta, Carlos Leite, o ofereceu para os paulistas.

“Na verdade queríamos seguir o modelo comercial do Barcelona, aumentando a capacidade do estádio conforme a venda de tickets de temporada”, declarou para o UOL Esporte.

Campos disse também que o Corinthians buscará o lucro em todas as propriedades possíveis de serem comercializadas relacionadas ao estádio. O gerente adiantou que terá no local um novo memorial, lojas, restaurantes e bares, entre outras coisas. “O planejamento tem que ser gigante, o maior já imaginado, pois tudo é vendável no estádio”, explicou.

“Nosso planejamento é fazer do estádio uma ferramenta que nunca teve igual. Queremos duplicar a arrecadação. Para você ter uma ideia, nosso objetivo é lucrar com a comercialização desde um copo de bebida até com os camarotes”, complementou o gerente.

Todo o projeto elaborado pelo Corinthians, porém, passa por um ‘pequeno’ detalhe para ser colocado em prática: o início das edificações, que deve ocorrer apenas no ano que vem. O marketing aposta nisso para acabar com a desconfiança existente no mercado de que o empreendimento não sairá do papel.

“A gente quer primeiro fazer o estádio subir, porque chegou a conclusão que é melhor deixar tudo preparado, pois mais para frente pode lucrar mais quando a obra estiver subindo”, declarou Caio Campos.

Enquanto pensa em lucrar com o novo estádio, o Corinthians sofre com problemas com a justiça. O Ministério Público vai abrir nesta semana mais um inquérito civil para questionar a papelada que cerca a construção, em batalha jurídica que pode paralisar as obras do Itaquerão.

Placar UOL no iPhone