Cicatriza ferida, reduz tosse e aumenta imunidade: os benefícios do mel à saúde

Por Samantha Cerquetani

O mel é obtido do néctar das flores e processado por enzimas digestivas das abelhas.

Maria Stenzel/National Geograph

Rico em açúcares, carboidratos, vitamina C e minerais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio e zinco.

MAPA/Divulgação

A cor varia de amarelo a marrom escuro, influenciando minimamente os nutrientes.

iStock

Benefícios Antioxidantes: Contém antioxidantes, como flavonoides, que combatem danos celulares e envelhecimento.

iStock

Redução da Pressão Arterial: Ajuda a reduzir a pressão arterial devido à presença de antioxidantes e potássio.

iStock

Melhoria nos Níveis de Colesterol: Reduz o colesterol LDL (ruim) e aumenta o colesterol HDL (bom).

iStock

Estímulo às Defesas Imunológicas: Apresenta atividade antimicrobiana, auxiliando nas defesas imunológicas.

Getty Images/iStockphoto

Saúde Gastrointestinal: Contribui para a proteção da mucosa gástrica e manutenção de boas bactérias no sistema gastrointestinal.

iStock

Alívio de Sintomas Respiratórios: Diminui tosse e alivia sintomas de infecções do trato respiratório superior.

iStock

Estudo sobre Cicatrização: Efeito cicatrizante quando aplicado diretamente em feridas, segundo estudos.

iStock

Riscos para Crianças e Diabéticos: Crianças menores de um ano não devem consumi-lo; diabéticos devem moderar o consumo.

iStock

Quantidade Recomendada: Recomendação da OMS é no máximo 50g/dia; cerca de uma colher (de sopa) cheia por dia é suficiente.

iStock

O mel é mais nutritivo que o açúcar refinado, com menor índice glicêmico, mas deve ser consumido com moderação.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

Rapeepong Puttakumwong/Getty Images
Publicado em 11 de janeiro de 2024.