CHÁ DE HIBISCO É BOM PARA QUÊ? Chá 'queima' gordura e emagrece; veja mais

Por Samantha Cerquetani

As flores de hibisco, além de seu aroma agradável, originam o popular chá de hibisco, uma escolha comum para quem busca um estilo de vida saudável.

Getty Images

O chá é preparado a partir do botão seco da planta Hibiscus sabdariffa, também conhecida como vinagreira, utilizando uma infusão.

iStock

O chá de hibisco, tradicionalmente utilizado como ingrediente medicinal, apresenta inúmeros benefícios à saúde, com estudos recentes comprovando sua eficácia na prevenção de doenças.

iStock

Redução da Pressão Arterial: Estudos destacam que o chá de hibisco, rico em antocianinas, pode reduzir a pressão arterial, contribuindo para a prevenção de problemas cardiovasculares.

iStock

Contribuição para o Emagrecimento: Reconhecido por sua capacidade de controlar o peso, o chá de hibisco atua na redução da criação de células de gordura, oferecendo suporte ao emagrecimento.

iStock

Controle do Colesterol: Consumir regularmente o chá de hibisco demonstrou reduzir os níveis de colesterol "ruim" e triglicerídeos, beneficiando pessoas com diabetes e síndrome metabólica.

iStock

Melhoria da Saúde do Fígado: Estudos indicam que o chá de hibisco pode melhorar a saúde do fígado, aumentando as enzimas desintoxicantes e reduzindo danos ao órgão.

iStock

Ação Diurética: Rico em quercetina, o chá de hibisco atua como diurético, auxiliando na eliminação de toxinas e na prevenção da retenção de líquidos no corpo.

iStock

Benefícios Adicionais em Estudo: Pesquisas sugerem que o chá de hibisco pode ter benefícios como prevenção do envelhecimento precoce e redução do risco de câncer, embora mais estudos em humanos sejam necessários para confirmar esses efeitos.

iStock

O consumo do chá de hibisco pode interferir nos níveis de estrogênio, sendo desaconselhado para quem faz terapia hormonal ou toma anticoncepcionais. Gestantes, lactantes e pessoas com doenças cardíacas graves devem evitar.

iStock

Devido à sua ação diurética, é recomendado evitar o consumo de chá de hibisco à noite para evitar queda na qualidade do sono.

iStock

O consumo excessivo pode causar efeitos indesejáveis, como dor de cabeça e náuseas. Consultar um médico antes do consumo, especialmente para aqueles em tratamento com medicamentos específicos, é crucial.

iStock

Especialistas recomendam o consumo de uma a duas xícaras de 200 ml por dia, preferencialmente preparado por infusão, sem adição de açúcar ou adoçantes.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 27 de dezembro de 2023.