UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2012/01/26/copa-deixara-de-legado-pelo-menos-18-estadios-com-padrao-europeu-no-pais.htm
  • Copa promete deixar como legado pelo menos 18 estádios com padrão europeu no país
  • 21/05/2024
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Ilustração da futura Arena América, em Natal (RN); cidade terá dois estádios modernos

Ilustração da futura Arena América, em Natal (RN); cidade terá dois estádios modernos

26/01/2012 - 06h01

Copa promete deixar como legado pelo menos 18 estádios com padrão europeu no país

Vinícius Segalla
Em São Paulo

Entre os chamados "legados" da Copa, que as autoridades públicas e os organizadores do evento de 2014 pretendem deixar para o país após o Mundial de futebol, um certamente irá acontecer: a modernização dos estádios brasileiros.

ESTÁDIOS QUE ESTÃO SENDO CONSTRUÍDOS OU REFORMADOS E QUE NÃO SERÃO USADOS NA COPA

Cidade Estádios
São Paulo (SP) Morumbi e Arena Palestra
Campinas (SP) Ponte Nova Arena
Porto Alegre (RS) Arena Grêmio
Rio Branco (AC) Arena da Floresta
Natal (RN) Arena América

Além das 12 arenas que estão sendo construídas ou reformadas para a Copa, pelo menos mais seis estádios do tipo "arena multiuso" estão sendo erguidos país afora, totalizando, assim, 18 praças esportivas e para shows e eventos de norte a sul do país.

Trata-se do conceito europeu moderno de estádio. Nele, não há espaço para alambrados nem para a geral, arquibancada rente ao gramado onde se assiste aos jogos em pé. Os estádios se transformam em arenas multiuso, preparadas para receber espetáculos e shows, munidas de restaurantes, lojas e enormes camarotes VIPs.

Na Arena Pernambuco, por exemplo, que está sendo erguida dentro de um novo bairro que está sendo construído na Região Metropolitana de Recife todos os 46 mil lugares serão cobertos. As cadeiras serão divididas em cinco tipos de arquibancada, além de camarotes e tribuna, e nenhum alambrado ou fosso.

A entrada do público geral poderá ser distribuída entre as 20 opções no térreo do estádio, levando os torcedores às cadeiras no pavimento inferior ou às rampas de ligação com os assentos superiores, situados no terceiro e último andar. Já as áreas VIPs terão acesso direto por elevadores e escadas rolantes aos estacionamentos cobertos, situados nos dois subsolos. Esses espaços oferecerão diversos locais de convivência, como lounges, bares e restaurantes.

COMPLEXO TRICOLOR

  • Divulgação

    Na Arena Grêmio, sendo construída em Porto Alegre, além do estádio para 60 mil pessoas, haverá centro de convenções, restaurante e hotel

Um destaque do projeto será a ambientação interna e a oferta de serviços diferenciados. Os camarotes, por exemplo, contarão com atendimento de garçons. Mas quem já frequenta estádios também será surpreendido pela estrutura de 42 bares com 367 pontos de venda (caixas).

Já na Arena Grêmio, que está sendo erguida em Porto Alegre (RS) e não será utilizada na Copa, a ideia é construir um complexo de evento e hospedagem, e não apenas um estádio de futebol.

A arena contará com 60 mil lugares, com capacidade para receber jogos oficiais da FIFA, além de espetáculos e shows. A preça será integrada a um complexo multiuso com um centro de convenções de mais de 20 mil m², um hotel com 240 apartamentos, um shopping enter, um centro empresarial, uma área residencial e 5300 vagas de estacionamento.

Já em São Paulo, o tradicional Palestra Itália, do Palmeiras, está dando lugar à Arena Palestra, que deverá ficar pronta antes da Copa. O estádio terá capacidade para 45 mil espectadores. Serão três níveis de arquibancada. O anel inferior da arquibancada terá capacidade de 30 mil lugares.

PADRÃO EUROPEU

  • Interior da futura Arena Pernambuco; cadeiras retráteis e ausência de fosso ou alambrado

Acima, um anel 250 camarotes e cabines de imprensa se erguerão (um restaurante, com vista para o campo, será instalado). A capacidade total deste novo espaço ficará em torno de 5 mil lugares. A imprensa ficará instalada nos dois lados do campo (do lado da av. Padre Tomás ficarão as cabines de TV, e do lado da Turiassu, as cabines de rádio e imprensa escrita).

Por fim, um anel superior, que será destinado às cadeiras especiais da nova Arena, comportarão um público estimado de 10 mil torcedores. Além do estádio, o complexo irá contar com um auditório modular que comportará entre 500 e 2.000 pessoas e um anfiteatro modular para receber eventos de 2.000 a 20 mil pessoas.

Considerando que a capital paulista ainda contará com o estádio do Corinthians que está sendo construído para a Copa, e o Morumbi, que será reformado pelo São Paulo, a cidade terá, a partir de 2014, três arenas de padrão internacional. Por falta de bons estádios é que o futebol brasileiro não irá deixar de evoluir.

Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone