UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/12/22/ministro-diz-estar-atento-a-alerta-sobre-obras-da-copa-mas-promete-honrar-todos-compromissos.htm
  • Ministro diz estar atento a alerta sobre obras da Copa, mas promete honrar todos compromissos
  • 22/05/2024
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Para o ministro, não há razão para se preocupar com prazos e custos das obras da Copa

Para o ministro, não há razão para se preocupar com prazos e custos das obras da Copa

22/12/2011 - 19h31

Ministro diz estar atento a alerta sobre obras da Copa, mas promete honrar todos compromissos

Do UOL Esporte*
Em São Paulo

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse nesta quinta-feira, em entrevista de balanço dos trabalhos do ano, que está atento às críticas do TCU (Tribunal de Contas da União) em relação aos atrasos e custos crescentes das obras de mobilidade urbana nas cidades que serão sedes da Copa do Mundo de 2014, mas que está confiante de que todos os projetos estarão prontos no tempo previsto.

No início do mês, o TCU emitiu um alerta para o governo federal sobre as obras de mobilidade urbana relacionadas à Copa do Mundo. Segundo o documento de auditoria, grande parte desses projetos está atrasada e com contratos de financiamento pendentes. A situação é considerada preocupante, com risco de muitos projetos não ficarem prontos até 2014.

“Respeito os alertas e o acompanhamento do TCU, mas o governo federal está atento, acompanhando e buscando o cumprimento dos compromissos que viabilizam e asseguram o sucesso e a realização da Copa do Mundo, de acordo com as necessidades da população, do país e dos visitantes”, assegurou.

O ministro ainda comentou o interesse do governo em assinar um termo de cooperação que dê prioridade na aquisição de máquinas e equipamentos nacionais para as obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas de 2016.

“É quase obrigação priorizar equipamentos fabricados no Brasil. É obrigação, não é protecionismo. Protecionismo é quando você usa mecanismos que não são legítimos para proteger. E proteção é quando usamos atribuições e meios legítimos para proteger a economia, o emprego, os impostos e o mercado do país”, disse.
 

* Com informações da Agência Brasil

Placar UOL no iPhone