UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/10/18/romario-quer-liberar-venda-de-cerveja-em-estadios-da-copa-de-2014.htm
  • Romário quer liberar cerveja na Copa e diz que Brasil não terá todos os estádios prontos
  • 30/05/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
18/10/2011 - 15h23

Romário quer liberar cerveja na Copa e diz que Brasil não terá todos os estádios prontos

Alexandre Sinato
Em Guadalajara (México)
  • Romário passeia por Guadalajara com mulher e filha e acompanha o Pan no México

    Romário passeia por Guadalajara com mulher e filha e acompanha o Pan no México

O deputado federal  Romário, do PSB do Rio de Janeiro, prometeu nesta terça-feira em Guadalajara, onde será comentarista de futebol da Rede Record nos Jogos Pan-Americanos, fazer uma emenda constitucional liberando a venda de bebidas alcoolicas nos estádios da Copa do Mundo de 2014. Ele também aproveitou para criticar o andamento das obras de preparação para o Mundial.

“Eu particularmente não bebo, mas a cerveja, bebida típica do brasileiro nos estádios, já foi proibida em algumas cidades e em outras não. Como deputado federal vou fazer uma emenda para que não seja proibida e para que seja feita fiscalização redobrada em relação àqueles que vão beber durante os 90 minutos dentro do estádio e uma fiscalização muito forte sobre aqueles que já chegam alcoolizados”, disse Romário.

A opinião de Romário reforça o desejo da Fifa, mas o ex-jogador fez uma ressalva contra a entidade que ele tanto critica: quer evitar que o comércio de bebidas na região dos estádios fique sob responsabilidade da Fifa. "A Fifa exige que os bares só possam vender bebidas das empresas que têm contrato com ela. Isso é ridículo, não existe. Vou fazer minha parte e fazer emendas para que isso não aconteça, mas não posso dizer que vou ganhar e que minhas emendas vão passar."

Romário, que faz parte de uma comissão que vistoria as obras do Mundial, está pessimista em relação aos estádios da Copa para 2014. De acordo com ele, o país não deixará pronto todos os locais de competição.

"Na nossa comissão, que é a de Turismo e Desporto, tivemos a oportunidade de estar em 11 das 12 sedes e o meu balanço não é muito positivo. Infelizmente temos problemas nas 11 cidades que visitamos no que se diz respeito à mobilidade urbana. Acredito que talvez o Rio de Janeiro, porque já começou alguns anos atrás, possa estar mais preparado do que os outros estados no que diz respeito à mobilidade urbana", comparou.

"Realmente as obras nos aeroportos começaram tarde e outras nem começaram. E finalmente no que diz respeito a estádio, acredito que 5 desses 12 estejam 100% prontos para a Copa das Confederações, pelo menos se o andar das obras continuar como está, mas infelizmente apenas 9 ou 10, no máximo, estarão prontos para a Copa do Mundo, e desses apenas 6 ou 7 vão estar 100%", completou o Baixinho.

Romário também assegurou que se manterá conectado ao que acontece na política brasileira, principalmente sobre as denúncias contra o ministro do Esporte, Orlando Silva. Na última segunda, ele já havia dito ao UOL Esporte que se a culpa for comprovada, o ministro deve ser afastado imediatamente.
 
“Não estou aqui de férias fazendo o que gosto ao comentar futebol. Daqui também faço e tenho a obrigação de continuar com meu papel de deputado federal. Estou atento a todo instante com meu gabinete de Brasília e com meu escritório no Rio e nada passará em branco, posso até fazer uma nova entrevista coletiva para falar disso.”

Placar UOL no iPhone