UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/10/03/apos-encontro-com-dilma-valcke-diz-que-fifa-nunca-pensou-em-tirar-a-copa-do-brasil.htm
  • Após encontro com Dilma, Valcke diz que Fifa nunca pensou em tirar a Copa do Brasil
  • 03/07/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
03/10/2011 - 10h38

Após encontro com Dilma, Valcke diz que Fifa nunca pensou em tirar a Copa do Brasil

Das Agências Internacionais
Em Bruxelas (Bélgica)
  • Dirigente se encontrou com Dilma e teve chance para contornar crise com presidente

    Dirigente se encontrou com Dilma e teve chance para contornar crise com presidente

Após se encontrar com a presidente Dilma Rousseff em Bruxelas, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse que o tema do encontro foi sobre o andamento das obras para a Copa do Mundo de 2014.

Além de elogiar o comprometimento brasileiro na execução do evento, o dirigente afastou os rumores de que o país poderia perder o direito de sediar o Mundial por causa dos atrasos nas obras e dos choques entre governo e entidade.

“Nunca discutimos a possibilidade de tirar a Copa do Brasil”, afirmou Valcke.

Dilma entrou em rota de colisão com a Fifa após rejeitar diversos pontos da Lei Geral da Copa por classificá-los como muito permissivos. Outros pontos, como a cobrança de meia entrada para estudantes e idosos, ainda não foram acertados.

O encontro com Valcke serviu também para aparar algumas arestas, já que o dirigente causou desconforto ao criticar em diversas ocasiões os atrasos nas obras. Apesar das relações estremecidas, o ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, disse que as conversas foram produtivas.

“Abordamos a preparação da Copa no Brasil e o governo reafirmou seus compromissos através de garantias oferecidas à Fifa”, explicou.

Após as conversas, a entidade conseguiu arrancar o compromisso do governo em rever os pontos de discórdia da Lei Geral da Copa. Valcke comemorou o resultado do encontro e voltou a afagar Dilma ao dizer que considera o Brasil um parceiro na organização do Mundial.

“O governo brasileiro e a Fifa estão trabalhando juntos. Da parte da FIFA, reconhecemos e respeitamos as leis brasileiras, e o país reconhece e respeita os acordos feitos para sediar o evento. Quero deixar claro que os brasileiros terão acesso aos jogos, não apenas os ricos”, disse.

Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone