UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/08/16/com-quatro-obras-ao-custo-de-r-28-bilhoes-odebrecht-e-a-maior-empreiteira-da-copa.htm
  • Com quatro obras ao custo de R$ 2,8 bilhões, Odebrecht é a maior empreiteira da Copa
  • 28/02/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Obras na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), um dos estádios nas mãos da Odebrecht

Obras na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), um dos estádios nas mãos da Odebrecht

16/08/2011 - 07h01

Com quatro obras ao custo de R$ 2,8 bilhões, Odebrecht é a maior empreiteira da Copa

Vinícius Segalla
Em São Paulo

A construtora baiana Odebrecht é a empresa com maior envolvimento na construção de estádios para a Copa do Mundo de 2014. A empreiteira participa das obras de quatro dos 12 arenas que estão sendo construídos ou reformados para a competição. Juntos, os orçamentos das obras chegam a R$ 2,8 bilhões. Os estádios são Itaquerão (SP), Maracanã (RJ), Arena Fonte Nova (BA) e Arena Pernambuco (PE). Deles, a Odebrecht toca sozinha as obras em Pernambuco e em São Paulo. Na Bahia, constrói o novo estádio em parceria com a também baiana OAS.  Já na reforma do Maracanã, está associada à Delta e à Andrade Gutierrez (A&G).

QUEM CONSTRÓI O QUE E POR QUANTO

Empreiteira Estádios que constrói Custo total (em R$ milhões)
Odebrecht Itaquerão (SP), Maracanã (RJ), Arena Pernambuco (PE) e Arena Fonte Nova (BA) 2.877
Andrade Guierrez Mané Garrincha (DF), Arena Amazônia (AM), Maracanã (RJ) e Beira-Rio (RS) 2.465,5
OAS Arena Fonte Nova (BA) e Estádio das Dunas (RN) 991
Delta Maracanã, Rio de Janeiro (RJ) 931
Via Engenharia Mané Garrincha, Brasília (DF) 745,3
Construcap, Egesa e Hap Mineirão, Belo Horizonte (MG) 665,7
Consórcio Galvão, Serveng e BWA Castelão, Fortaleza (CE) 518,6
Santa Bárbara e Mendes Júnior Arena Pantanal (MT) 463

Esta última, aliás, é a segunda maior empreiteira na construção de arenas para a Copa. A empresa mineira está, sozinha, construindo a Arena Amazônia (AM) e reformando o estádio do Beira-Rio (RS). Além disso, participa da construção do Novo Mané Garrincha (DF) e do Maracanã. Somados, os orçamentos das obras em que a A&G está presente chegam a R$ 2,46 bilhões.

O "know how" ou a economia de escala envolvida em fazer tantas obras não são sinônimo de redução nos custos. As duas empresas com maior envolvimento nas obras dos estádios da Copa são também as que estão erguendo as arenas com os maiores custos por assento, como mostra reportagem publicada pelo UOL Esporte.

O Itaquerão, arena do Corinthians em São Paulo sendo feita pela Odebrecht, é a que possui o assento mais caro. Sendo construído para receber 68 mil pessoas, o estádio tem um custo previsto de R$ 890 milhões, o que significa que o custo por assento é de R$ 13.088,23. Em segundo lugar está a reforma do Maracanã, a um preço de R$ 12.250 por cadeira. Em seguida, vêm a Arena Fonte Nova (Odebrecht e OAS, a R$ 11.834 por assento) e a Arena Amazônia (A&G, a R$ 11.272,85).

A terceira empreiteira com mais obras em estádios é a OAS, que está fazendo a Arena Fonte Nova e o Estádio das Dunas, em Natal (RN). Por lá, na última segunda-feira (15/8), o início da terraplenagem para início das obras do Estádio Arena das Dunas, base dos jogos do Mundial do Brasil em Natal. O processo faz parte do primeiro estágio de obras do Estádio Arena das Dunas, administrado pela OAS, e envolve 80 profissionais que trabalham direta e indiretamente na sondagem, parte elétrica, drenagem e planejamento.

Na outra ponta da lista, a obra com o menor valor por assento, a reforma da Arena da Baixada (em Curitiba, a um custo de R$ 4523,80 por assento) é a única que ainda não tem uma empreiteira responsável definida.

 

TODOS OS ESTÁDIOS DA COPA

  Estádio Construtora Custo (em R$ milhões)
Mineirão, Belo Horizonte (MG)* Construcap, Egesa e Hap 665,7
Mané Garrincha, Brasília (DF) Via Engenharia e Andrade Gutierrez 745,3
Arena Amazônia, Manaus (AM) Andrade Gutierrez 499,5
Beira-Rio, Porto Alegre (RS)* Andrade Gutierrez 290
Maracanã, Rio de Janeiro (RJ) Andrade Gutierrez, Odebrecht e Delta 931
Arena Pernambuco, Grande Recife (PE) Odebrecht 465
Itaquerão, São PAulo (SP) Odebrecht 890
Arena Fonte Nova, Salvador (BA) Odebrecht e OAS 591
Estádio das Dunas, Natal (RN) OAS 400
Castelão, Fortaleza (CE) Consórcio Galvão, Serveng e BWA 518,6
Arena Pantanal, Cuiabá (MT) Santa Bárbara e Mendes Júnior 463
Arena da Baixada, Curitiba (PR)* Não definida 190
Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone