UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/08/02/fifa-da-ao-corinthians-garantia-da-abertura-da-copa-diz-jornal.htm
  • Fifa dá ao Corinthians garantia da abertura da Copa, diz jornal
  • 28/02/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Valcke e Teixeira já teriam escolhido o Itaquerão como palco do cobiçado evento

Valcke e Teixeira já teriam escolhido o Itaquerão como palco do cobiçado evento

02/08/2011 - 08h47

Fifa dá ao Corinthians garantia da abertura da Copa, diz jornal

Do UOL Esporte
Em São Paulo

O sonho do Corinthians em receber o jogo inaugural da Copa do Mundo no Itaquerão pode estar mais próximo de se tornar realidade. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a Fifa já deu ao alvinegro a garantia de que o futuro estádio venceu a corrida para sediar a abertura do torneio.

GOVERNO FAZ LISTA COM 100 SUBSEDES

Tentando dar à Copa um caráter de festa de todo o país, o Governo Federal prepara uma lista com 100 cidades que podem servir de subsedes às 32 seleções que irão disputar o mundial

A publicação afirma que o discurso político dos dirigentes da entidade máxima do futebol contrasta com informações dos bastidores de que a Fifa já trata abertamente o Itaquerão como o escolhido para o primeiro jogo.

Oficialmente, o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, evita maiores comentários, mas reconhece que o poder financeiro e a infraestrutura de São Paulo podem pesar na hora da decisão.

“Sabemos do poder financeiro, comercial e político de São Paulo. Trata-se de uma das maiores cidades do mundo e uma abertura de Copa do Mundo precisa de uma estrutura que poucas cidades têm”, afirmou.

A Fifa também tem dado sinais sucessivos de paciência com o Corinthians, tanto que adiou a escolha do jogo de abertura para outubro. A entidade porém não quer que as demais concorrentes, como Brasília, Belo Horizonte e Salvador, reduzam o ritmo das obras, por isso segura o anúncio até onde consegue.

Um dos argumentos do presidente Andrés Sanchez quando foi à Câmara dos vereadores de São Paulo pedir a aprovação da isenção fiscal de R$ 420 milhões para a construção do Itaquerão foi de que não tinha dúvidas de que o jogo inaugural seria em São Paulo.

Confrontado pelo vereador e ex-superintendente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha (DEM), Andrés recuou e disse que não tinha nenhum documento da CBF garantindo a escolha da cidade.

As obras do Itaquerão
As obras do Itaquerão

Placar UOL no iPhone