UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/07/30/dilma-ganha-sala-reservada-em-sorteio-da-copa-e-planeja-nao-receber-ricardo-teixeira.htm
  • Dilma ganha sala reservada em sorteio da Copa e planeja não receber Ricardo Teixeira
  • 28/02/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Embaixador da Copa, Pelé virou uma das armas na disputa entre Dilma e Teixeira

Embaixador da Copa, Pelé virou uma das armas na disputa entre Dilma e Teixeira

30/07/2011 - 12h47

Dilma ganha sala reservada em sorteio da Copa e planeja não receber Ricardo Teixeira

Bruno Freitas, Ricardo Perrone e Thales Calipo
No Rio de Janeiro

A presidente Dilma Rousseff vai esperar ser chamada para o sorteio das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 em uma sala em que a Fifa não terá poder. Será o único ponto fora do controle da federação internacional na Marina da Gloria, no Rio de Janeiro, onde acontece a cerimônia.


Por força de um decreto de lei, os locais reservados para a presidência da República, em qualquer evento no país, ficam sob responsabilidade da segurança presidencial. É ela quem controla quem entra e sai, ao contrário do que acontece no restante do local do evento.


Em seu QG, Dilma, que acompanhará todo o sorteio, estará “protegida” de Ricardo Teixeira. E, segundo o UOL Esporte apurou, ela não planeja receber reservadamente o cartola, que por pelo menos duas vezes teve pedidos de audiência com a presidente recusados.

O Governo Federal não fala a mesma língua do Comitê Organizador Local (COL). Tanto que nomeou Pelé, desafeto de Teixeira, embaixador da Copa. A equipe de  Dilma prefere que a imagem dela fique ligada a Pelé no que se refere ao Mundial.

Um dos motivos de discórdia é o comportamento grosseiro de Teixeira, que discute com jornalistas e ameaça não dar credenciais à imprensa “inimiga”. O rigor com que a Fifa trata até a equipe do governo também incomoda. Na última sexta-feira, por exemplo, o ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, precisou de uma credencial para se encontrar com Teixeira e Joseph Blatter, presidente da Fifa, em uma sala de hotel. Ele só teve o direito de ser acompanhado por um assessor. Os outros não receberam  credencial.

Placar UOL no iPhone