UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/07/30/cartolas-da-fifa-recebem-no-rio-tratamento-que-so-dilma-tem.htm
  • Cartolas da Fifa recebem no Rio tratamento que só Dilma tem
  • 27/02/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Joseph Blatter e Jérome Valcke desfrutam de tratamento de chefe de Estado no Rio

Joseph Blatter e Jérome Valcke desfrutam de tratamento de chefe de Estado no Rio

30/07/2011 - 07h00

Cartolas da Fifa recebem no Rio tratamento que só Dilma tem

Bruno Freitas, Ricardo Perrone e Thales Calipo
No Rio de Janeiro

O tratamento dispensado aos dirigentes da Fifa no Rio é igual ao dado a chefes de Estado. Isso fica aparente quando eles se deslocam pela cidade. O presidente da entidade, Joseph Blatter, e o secretário-geral, Jerome Valcke, são escoltados por equipes de batedores disponíveis apenas para a presidente Dilma Rousseff.


São oito motos da Polícia Rodoviária Federal para cada um. A única diferença é que a presidente pode ter também três carros com policiais fazendo a sua segurança. No caso dos cartolas, normalmente, são no máximo dois veículos.

Dilma vai comparecer ao sorteio das Eliminatórias neste sábado. Além dela e dos dois dirigentes, nenhuma outra autoridade tem direito ao que a polícia chama de célula completa de segurança. Governadores e senadores que estarão presentes, por exemplo, contarão apenas com quatro balizadores (policiais que com suas motos abrem caminho no trânsito).

Não é apenas durante os deslocamentos que os policiais rodoviários federais acompanham Blatter e Valcke. Os cartolas têm companhia 24 horas por dia. Se resolverem sair no meio da noite, haverá escolta. Isso sem falar nos policiais federais que ficam no saguão do hotel.

“Existe uma convenção internacional que define como deve ser a escolta das autoridades. No caso da Fifa, o Brasil assumiu o compromisso de dar uma proteção aos dois dirigentes semelhante ao que se faz com chefes de Estado”, disse ao UOL Esporte o inspetor Marcos Prado, chefe da seção de policiamento e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal do Estado do Rio.

Placar UOL no iPhone