UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/07/19/torcedores-contra-a-modernizacao-do-futebol-protestam-no-rio.htm
  • Torcedores contra a "modernização" do futebol protestam no Rio de Janeiro
  • 05/12/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Para a Frente Nacional dos Torcedores, obras no Maracanã deveriam ser embargadas

Para a Frente Nacional dos Torcedores, obras no Maracanã deveriam ser embargadas

19/07/2011 - 14h37

Torcedores contra a "modernização" do futebol protestam no Rio de Janeiro

Vinícius Segalla
Em São Paulo

Um grupo de amantes do futebol organizados em uma associação chamada Frente Nacional dos Torcedores (FNT) pretende realizar uma marcha de protesto na Marina da Glória, no Rio de Janeiro, às 10h do próximo dia 30. A data é a mesma em que acontece, também no Rio de Janeiro, o sorteio das chaves da Copa do Mundo de 2014.

Entitulada de "Fora Ricardo Teixeira! Abaixo Estatuto do Sofredor", a manifestação é contra a reforma que está sendo feita no Maracanã, pois o estádio seria um patrimônio histórico brasileiro que não poderia ter suas características originais alteradas, e também contrário ao atual Estatuto do Torcedor. A FNT deverá apresentar em breve um modelo de estatuto que, na opinião do grupo, poderia substituir o original. Entre as ideias algo difusas defendidas pela entidade estão "a luta contra o desrespeito com a natureza, e o descumprimento das leis ambientais, bem como de todo sistema legal pátrio, sob a falsa justificativa de celeridade nos procedimentos dos mega eventos esportivos" e "contra a modernização do futebol que, da forma atual, ignora o espírito torcedor".

De acordo com Monique Torquetti, membro da diretoria da Frente, cerca de cem pessoas devem participar do evento, a maioria do Rio e de São Paulo, de onde sairá um ônibus. "Além de defender o Maracanã, vamos protestar pela volta das bandeiras de mastro, pirotecnia e cerveja aos estádios. Também achamos que toda arena deve ter um setor de "geral", com preços populares", diz Torquetti.

Dois dias antes do protesto, representantes da Frente irão ao Ministério Público Federal para uma reunião com o procurador Maurício Andreiuolo. Na pauta, uma possível medida jurídica contra a reforma no Maracanã.

Placar UOL no iPhone