UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/06/26/orlando-silva-minimiza-criticas-e-diz-que-secretario-da-fifa-esta-acompanhando-de-longe.htm
  • Orlando Silva minimiza críticas e diz que secretário da Fifa está 'acompanhando de longe'
  • 25/01/2020
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte #UOL
  • 2
Tamanho da letra
Orlando Silva afirmou que secretário geral da Fifa está mal informado sobre as obras

Orlando Silva afirmou que secretário geral da Fifa está mal informado sobre as obras

26/06/2011 - 15h46

Orlando Silva minimiza críticas e diz que secretário da Fifa está 'acompanhando de longe'

Paula Almeida e Renan Prates
Em São Paulo

O ministro do esporte, Orlando Silva Jr., preferiu tratar com desdém as recentes críticas do secretário geral da Fifa, Jérôme Walcke, sobre o atraso do Brasil na preparação para a Copa do Mundo de 2014.

Em evento realizado neste domingo no Pacaembu, minutos antes do clássico entre Corinthians e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro, o político afirmou que viu as declarações de Walcke como de alguém que não tem acompanhado de perto o andamento das obras para o Mundial.

“A preocupação do Jérôme Walcke reflete a impressão de quem tem acompanhado tudo de muito longe e tem estado muito ocupado com outras coisas”, minimizou o ministro, para quem a Fifa mudará de opinião assim que sua delegação vier ao Brasil no mês que vem.

“Eu já tenho dito que quando a direção da Fifa chegar ao Brasil vai ver que houve uma evolução. Quando chegar aqui em julho, a Fifa vai ter um relatório detalhado e eu acredito que ela será surpreendida”.

Na última sexta-feira, Jérôme Walcke usou palavras duras para criticar a preparação brasileira para a Copa e ainda argumentou que talvez o país estivesse mais preocupado com o resultado esportivo de sua seleção do que com a organização do Mundial.

“Não temos estádios, não temos aeroportos e parece cada vez mais provável que algumas instalações como o Maracanã só fiquem prontas algumas semanas antes do evento”, declarou o secretário. “Para o Brasil, o mais importante não é organizar, mas sim vencer a Copa de 2014”.

Placar UOL no iPhone