Suga colesterol e reduz risco de doença no coração: os benefícios da ostra para saúde

Por Janaína Silva

Ostras podem ser consumidas de diversas formas, como cruas, no vapor, fritas, grelhadas, e em diversas receitas, oferecendo opções para todos os gostos.

Henrique Peron

Pertencendo ao grupo dos moluscos bivalves, as ostras são conhecidas por suas propriedades afrodisíacas, baixo teor calórico e riqueza em nutrientes essenciais.

Getty Images

Em 100g, as ostras oferecem até 12g de proteínas, baixo teor de gordura saturada e uma variedade de vitaminas (B1, B2, B6, B12, E) e minerais (cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio, zinco).

Rafael Salvador

A composição nutricional das ostras varia conforme a espécie, temperatura da água e ciclo reprodutivo, destacando-se o aumento de proteínas no verão e a presença de ácidos graxos no inverno.

Getty Images/iStockphoto

Rica em aminoácidos essenciais, as ostras contribuem para a manutenção muscular, saciedade e processos metabólicos.

iStock

Os ácidos graxos, especialmente o ômega 3, promovem efeitos cardioprotetores, ajudando na saúde do coração e circulação sanguínea, enquanto a vitamina E atua na prevenção de problemas cardiovasculares.

iStock

O potássio, magnésio, ômega 3 e ômega 6 presentes nas ostras desempenham papéis importantes no controle do colesterol "ruim" (LDL) e da pressão arterial.

iStock

Embora evidências sobre o papel afrodisíaco sejam limitadas, a presença de zinco nas ostras pode estar relacionada à melhora na produção de testosterona, indicando um possível impacto no desejo sexual.

Ketut Subyianto/Pexels

Com vitamina B12 e fósforo, as ostras são benéficas para a função cerebral, promovendo o funcionamento adequado de órgãos como o cérebro, nervos e células sanguíneas.

iStock

O ferro presente nas ostras auxilia na prevenção e tratamento de diferentes tipos de anemia, combatendo fadiga, mau funcionamento cognitivo e fraqueza muscular.

iStock

Minerais como cálcio, magnésio e fósforo nas ostras apoiam o crescimento e manutenção adequados dos ossos, ajudando a prevenir condições como osteoporose.

Moyo Studio/IStock

Vitaminas e minerais antioxidantes, especialmente o zinco, presente nas ostras, fortalecem o sistema imunológico, contribuindo para a proteção contra doenças.

iStock

Consumir ostras cruas ou mal cozidas pode resultar em doenças transmitidas por alimentos, pois esses moluscos filtram partículas orgânicas, microrganismos e metais pesados da água.

Henrique Peron

Consumir cerca de 100g de ostras por semana, como parte de uma alimentação equilibrada e estilo de vida saudável, pode trazer benefícios para a saúde.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

Getty Images/iStockphoto
Publicado em 22 de novembro de 2023.