BENEFÍCIOS DA ORA-PRÓ-NOBIS: Regenera DNA e reduz risco de câncer

Por Lucas Vasconcellos

As Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs) incluem a ora-pro-nóbis, rica em nutrientes, mas subutilizada na alimentação brasileira.

iStock

Em Minas Gerais, a ora-pro-nóbis é popular, sendo destaque em festivais, como o de Sabará, há mais de 20 anos.

iStock

Conhecida como "carne de pobre", a planta é rica em nutrientes, auxiliando na saúde intestinal, prevenção do envelhecimento, ganho de massa magra e fácil cultivo.

iStock

A ora-pro-nóbis pode ser consumida in natura, em farinha, ou como ingrediente em bolos, tortas, pães, geleias e licores, oferecendo versatilidade na cozinha.

Reprodução/Blog Enten Queridos

Rica em fibras, a planta contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo, prevenindo problemas como constipação, pólipos e hemorróidas.

iStock

Com compostos bioativos e fenólicos, a ora-pro-nóbis possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, ajudando na regeneração do DNA e prevenção de cânceres.

iStock

Alta concentração de ácido fólico torna a planta benéfica para gestantes, ajudando na prevenção de problemas de má-formação com o bebê.

iStock

A presença de vitamina C fortalece o sistema imunológico, evitando doenças oportunistas e auxiliando nos cuidados estéticos da pele.

iStock

Apelidada de "carne de pobre" devido ao teor proteico, a ora-pro-nóbis contém cerca de 20 g de proteína por 100 g de farinha, sendo uma alternativa para vegetarianos.

Divulgação

Rica em cálcio e magnésio, a planta contribui para a saúde cardiovascular, óssea, articular, intestinal e cerebral, superando alguns vegetais convencionais em quantidade desses minerais.

iStock

Para preservar nutrientes, o ideal é cozinhar a ora-pro-nóbis com água por um curto período, descartando a água após o preparo. A quantidade deve ser ajustada com orientação profissional.

iStock

A folha da planta, semelhante à couve-manteiga, tem um sabor viscoso ao ser mordida. As Pancs, como a ora-pro-nóbis, são espontâneas e selvagens, apresentando mais nutrientes comparadas a hortaliças convencionais.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 23 de novembro de 2023.