UOL esporte

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2012/02/06/aeroportos-privatizados-tem-de-receber-r-28-bilhoes-em-investimentos-ate-a-copa-de-2014.htm
  • Aeroportos privatizados têm que receber R$ 2,8 bilhões em investimentos até a Copa de 2014
  • 06/12/2019
  • UOL Esporte - Futebol
  • UOL Esporte
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
Aeroporto de Brasília é um dos três privatizados em leilão nesta segunda-feira

Aeroporto de Brasília é um dos três privatizados em leilão nesta segunda-feira

06/02/2012 - 14h37

Aeroportos privatizados têm que receber R$ 2,8 bilhões em investimentos até a Copa de 2014

Débora Melo e Vinicius Konchinski
Do UOL, em São Paulo

As empresas que venceram o leilão de concessão dos aeroportos devem assumir a administração dos terminais privatizados em maio. A partir daí, elas terão pouco mais de dois anos para investir R$ 2,8 bilhões na adequação dos serviços e da estrutura desses locais para a Copa de 2014.

O valor do investimento é obrigatório e consta do edital de privatização dos aeroportos de Guarulhos (Cumbica), Campinas (Viracopos) e Brasília (JK). A cifra é o mínimo que as futuras administradoras têm que aplicar para preparação dos três aeroportos para o Mundial.

Confira o valor dos investimentos previstos nos aeroportos privatizados

Aeroporto Empresa Investimento total previsto Para a Copa de 2014 Obras previstas para Copa
Guarulhos Invepar-ACSA R$ 4,6 bi R$ 1,3 bi 3º terminal para 7 mi de passageiros por ano
Viracopos Aeroportos Brasil R$ 8,7 bi R$ 873 mi Novo terminal para 5,5 mi de passageiros por ano
Brasília Inframérica Aeroportos R$ 2,8 bi R$ 626,5 mi Novo terminal para 2 mil de passageiros por ano
  • *Em caso de atraso nas obras, haverá multa de R$ 150 mi, mais R$ 1,5 mi por dia atrasado

De todos os aeroportos concedidos, o de Guarulhos é o que receberá maior investimento até a Copa: R$ 1,3 bilhão. Com este valor, o consórcio formado pela Invepar e a empresa sul-africana ACSA terá, entre outras coisas, de construir um terceiro terminal para atender 7 milhões de passageiros por ano.

Gustavo Rocha, presidente da Invepar, disse nesta segunda-feira que o consórcio também deve aumentar o número de restaurantes e lojas no aeroporto. "Nós vemos uma carência de opções de compras e alimentação e vamos investir", disse ele, em entrevista coletiva após o leilão.

Já o aeroporto de Viracopos, arrematado pela Aeroportos Brasil, receberá pelo menos R$ 873 milhões em investimentos. A concessão do aeroporto já prevê a construção de um novo terminal com capacidade para atender 5,5 milhões de passageiros por ano até a Copa do Mundo.

Um novo terminal de passageiros, este capaz de atender 2 milhões de pessoas por ano, também terá de ser construído no aeroportos de Brasília até o Mundial. A Inframérica Aeroportos, que ganhou o leilão, terá de investir R$ 626,5 milhões até 2014. Segundo José Antunes Sobrinho, representante do consórcio, cerca de R$ 400 milhões serão gastos com o novo terminal.

De acordo o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, todos os investimentos para a Copa são prioritários. Caso as empresas não façam o que está previsto no edital, estarão sujeitas a multas “muito grandes”, de até R$ 150 milhões por obra atrasada e R$ 1,5 milhão por dia de atraso.

Bittencourt afirmou, entretanto, que não prevê problemas. Ele disse que todas as empresas vencedoras são qualificadas para administrar os terminais privatizados e honrar com os compromissos. “Acredito na seriedade das empresas”, disse ele, após o leilão.

Obras para a Copa de 2014
Obras para a Copa de 2014

Placar UOL no iPhone