Sem exames, três brasileiros são excluídos das Olimpíadas de Paris 2024

Por UOL Esporte

Três atletas brasileiros estão fora dos Jogos Olímpicos de Paris por não terem realizado três exames antidoping surpresa em 10 meses.

Reprodução Instagram @hygorgabriel99

A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) era responsável por esses testes, com nomes sugeridos pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Christian Liewig - Corbis/Getty Images

A CBAt planeja recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para garantir a participação dos atletas.

Nicolas Briquet/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

Os atletas afetados são Lívia Avancini (arremesso de peso), Max Batista (marcha atlética) e Hygor Gabriel (4x100m).

Wagner Carmo/CBAt

A exigência de três testes surpresa foi feita pela AIU como um critério extra de elegibilidade devido à baixa média de testes surpresa dos atletas brasileiros em Mundiais anteriores.

Divulgação

CBAt e ABCD alegam que o baixo número de testes se deve aos critérios da World Athletics (WA)

Florian Hulleu/Paris 2024/AFP

Pela regra da WA, cada atleta precisa de três testes surpresa nos 10 meses anteriores aos Jogos, com um intervalo de 21 dias entre eles.

Divulgação/Paris 2024
Publicado em 10 de julho de 2024.