PUBLICIDADE

Topo

Sem Frescura: é errado fazer cocô sentado? Existe um jeito ideal?

Mais Sem Frescura
1 | 25
Siga o VivaBem no

Gabriela Ingrid

Do VivaBem, em São Paulo

09/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • A posição sentada é a mais comum na hora de fazer cocô
  • Mas alguns especialistas defendem que erguer as pernas, deixando os joelhos acima do nível do quadril, facilita a evacuação
  • Isso porque a postura relaxa a musculatura do assoalho pélvico, o que contribui para você conseguir "liberar" o cocô fazendo menos força
  • Para manter-se assim no vaso sanitário sem sufoco, você pode colocar um banquinho ou apoio sob os pés

Vou fazer uma pergunta um pouco íntima: você já foi ao banheiro hoje para fazer o número dois? Se foi, por acaso lembra em qual posição ficou?

É quase certeza que você vai falar que ficou sentado, como se estivesse em uma cadeira. Mas você sabia que essa não é a posição ideal para fazer cocô?

Pois é: existe, sim, uma posição recomendada por especialistas para aquela hora que tudo que resta é atender ao chamado da natureza. O ideal é ficar com os joelhos em um nível acima do quadril, em uma posição parecida com a que você ficaria se estivesse de cócoras. Para fazer isso, você pode usar algum apoio para os pés, como um banquinho ou algo assim.

Essa posição provoca um relaxamento da musculatura do assoalho pélvico e do músculo puboretal. O resultado é que você vai fazer menos força na hora de mandar a "encomenda por água abaixo".

A diferença entre fazer cocô nessa posição e na posição na qual a maioria das pessoas fica (sentada) é sentida principalmente por quem tem constipação. Nesse caso, ficar com as pernas mais elevadas pode ajudar bastante, mas em casos mais sérios e frequentes, o ideal é ir ao médico mesmo.

Alguns especialistas, inclusive, falam que ficar com as pernas elevadas na hora de fazer cocô também ajuda a evitar problemas como fissuras anais e até hemorroidas —entenda aqui a diferença entre fissura anal, fístulas e hemorroidas.

Ainda assim, não há consenso sobre os benefícios dessa posição. Portanto, não existe uma recomendação médica universal para que ela seja adotada. De qualquer maneira, a não ser que você tenha problemas de mobilidade, não há qualquer contraindicação para manter as pernas elevadas na hora do número dois. E se estiver tranquilo fazer seu cocô sentado, pode continuar assim no seu trono, sem problemas.

Fontes: Alexander de Sá Rolim, proctologista, especialista em doenças inflamatórias do intestino da rede de Hospitais São Camilo de São Paulo; Márcia Wehba, assessora médica em gastroenterologia do Fleury Medicina e Saúde; Rodrigo Perez e Bruna Vailati, coloproctologistas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; Alexandre Iwao Sakano, gastrocirurgião da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo; Roberto Debski, médico especialista em acupuntura e homeopatia.