Para todos os ritmos

Testamos uma aula de FitDance, que revolucionou a dança nas academias e queima até 600 calorias

Giulia Granchi Do VivaBem, em São Paulo
Arte UOL/VivaBem

Com mais de 20 milhões de praticantes no mundo todo, o FitDance revolucionou o modo como são realizadas as aulas de dança nas academias.

Devido às coreografias de músicas animadas e que geralmente fazem sucesso entre o grande público, a atividade proporciona alto gasto calórico --que chega a cerca de 600 calorias em 50 minutos -- e garante aos alunos não só todos os benefícios do exercício físico para o corpo, como também momentos de diversão em grupo.

O time de repórteres do VivaBem experimentou uma aula na academia Smart Fit. A seguir, mostramos a experiência da equipe e os diversos ganhos obtidos com o treino.

Como é a aula

Nas academias, a aula é sempre feita com acompanhamento de um profissional certificado pelo método FitDance e segue uma playlist animada, misturando diferentes ritmos e alternando entre hits recentes e músicas antigas, que a maioria do grupo já conhece.

Os alunos ficam na frente do instrutor, que é o responsável por ditar os movimentos ágeis da coreografia. "Apesar de todos seguirem os mesmos passos, o objetivo principal da aula não é ensinar a dança, e sim usá-la como ferramenta para que os alunos, sejam eles homens, sejam mulheres, de qualquer idade, possam praticar uma atividade física, se divertir e liberar o estresse do dia a dia", conta Fabio Barbosa, professor de FitDance da rede de academias Smart Fit.

A aula trabalha, principalmente, a resistência cardiovascular dos alunos, aumentando o fôlego conforme a prática é incorporada na rotina. Os músculos das coxas, dos glúteos e das panturrilhas são ativados em movimentos como pequenos saltos, giros e agachamentos, mas os braços e o abdômen também trabalham durante os passos.

Arte UOL/VivaBem
Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Quatro bons motivos para praticar o FitDance

  1. 1

    Ajuda no emagrecimento

    Queimar calorias de um jeito divertido é sem dúvidas um dos pontos positivos da modalidade. Mesmo se for sua primeira aula e os movimentos não estiverem em sincronia com os do professor, pelo ritmo da atividade e entretenimento com as músicas, o suor será garantido.

  2. 2

    Melhora o bem-estar

    Com passos rápidos e ritmos alegres, é difícil não se desconectar das preocupações durante a aula. A modalidade exige atenção e o foco vira apenas o que você está fazendo no momento, além de ser um ambiente ótimo para fazer novas amizades.

  3. 3

    Aumenta a agilidade

    A prática também ajuda os alunos a terem movimentos mais ágeis, já que a dança exercita a coordenação motora e exige que o corpo e a mente trabalhem juntos o tempo todo.

  4. 4

    Despacha a monotonia

    As coreografias muitas vezes mudam a cada aula, o que torna toda a atividade única. Em um só dia, os alunos dançam de funk a músicas latinas, aprendendo novos movimentos a cada hit.

Experiência das repórteres

Precisei me concentrar

"A carga física da aula de FitDance é grande, mas a mental também! Os movimentos são muito rápidos e é preciso prestar bastante atenção no professor para conseguir acompanhar os passos no ritmo da música. Por conta disso, senti não apenas que gastava calorias, mas também que estava descansando a mente e aliviando um pouco do estresse com a atividade. Além disso, a música é bastante animada, dá vontade de dançar e se esforçar para conseguir acompanhar os passos." Danielle Sanches

Não esperava me divertir tanto

"Estou acostumada com esportes coletivos e a dança nunca foi meu forte, então, não esperava gostar tanto de uma aula como essa. A verdade é que ri o tempo todo, me empolguei logo na primeira música e adorei poder me soltar sem a preocupação de quem estava olhando, afinal, estávamos todos no mesmo barco. A ideia de queimar tantas calorias com algo divertido é atrativa, o tempo parece passar muito mais rapidamente do que ao correr na esteira ou pedalar na bike."
Giulia Granchi

Deixei o preconceito de lado

"Tinha preconceito com aulas de dança, confesso. Mas, em vez do tédio esperado, o FitDance me fez dançar por quase uma hora sem ver o tempo passar --e rindo muito da minha falta de coordenação. Dançar Pabllo Vittar --que eu amo! -- em alto e bom som foi uma das experiências de treino mais divertidas que já tive, e ainda suei a camisa mais do que esperava. Saí da aula não com o humor 'deprê' de quando fazia musculação, e sim com o sorriso de quem sai de uma festa." Gabriela Ingrid

Perdi calorias de um jeito inusitado

"Pensei que teria muita dificuldade para acompanhar os passos e não teria vontade de voltar, mas me surpreendi com a aula, achei incrível. No começo confesso ter ficado um pouco perdida, tentava seguir os movimentos e achava que não daria conta. Mas, aos poucos, me adaptei e entrei no ritmo. O que mais gostei é poder dançar sem ter de seguir regras e ainda me divertir com as amigas. Recomendo muito para quem deseja perder calorias, rir e sair da mesmice."
Priscila Carvalho

Para quem é a aula

As aulas de FitDance podem ser feitas várias vezes na semana, sem restrições específicas, dependendo apenas das necessidades e do objetivo de cada praticante. O exercício é indicado para homens e mulheres adultos que buscam uma atividade dinâmica e diferente da musculação.

"Por conta de algumas músicas e movimentos sensuais das coreografias, não recomendamos que crianças e adolescentes pratiquem a aula tradicional, mas já existe uma versão para esse público", indica Barbosa.

Pessoas com problemas de saúde devem ter liberação médica antes de começar a atividade, assim como aquelas com limitações físicas, como dores crônicas ou lesões em tratamento. "Analiso o caso de cada aluno e recomendo que cada um vá no seu limite, sentindo seu corpo. Geralmente, a pessoa já se conhece e sabe até onde pode descer para fazer um agachamento ou o quão rápido consegue realizar os movimentos", conclui o professor.

Iwi Onodera/UOL Iwi Onodera/UOL

Curtiu? Compartilhe.

Topo