PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Vacinados correm três vezes menos risco de contraírem covid-19, diz estudo

Estudo do Imperial College também mostra que pessoas totalmente vacinadas transmitem menos o vírus - iStock
Estudo do Imperial College também mostra que pessoas totalmente vacinadas transmitem menos o vírus Imagem: iStock

04/08/2021 09h10Atualizada em 04/08/2021 09h12

Pessoas totalmente vacinadas têm três vezes menos risco de serem diagnosticadas com covid-19 do que aquelas que não foram imunizadas, segundo os últimos resultados de um amplo estudo na Inglaterra, divulgados na noite de ontem.

Os dados do estudo, conduzido pelo Imperial College de Londres e a empresa de pesquisa Ipsos MORI entre mais de 98 mil voluntários de 24 de junho a 12 de julho, também mostram que as pessoas totalmente vacinadas transmitem menos o vírus.

"Esses resultados confirmam nossos dados anteriores, que mostram que duas doses da vacina oferecem uma boa proteção contra a infecção", disse Paul Elliott, responsável pelo estudo.

Mesmo assim, "ainda existe o risco de infecção, já que nenhuma vacina é 100% eficaz", afirmou.

O relatório indicou que o número de infecções quadruplicou em comparação com o último estudo publicado no final de maio, com um infectado a cada 160 pessoas, mas a progressão parece estar diminuindo.

O estudo não cobre o período após o levantamento quase completo das restrições em 19 de julho no Reino Unido, apesar da explosão de casos atribuídos à contagiosa variante Delta.

No Reino Unido, onde 73% da população adulta tem o esquema vacinal completo, a pandemia causou 130 mil mortes, um dos maiores registros da Europa.

(Com informações da AFP)

VivaBem