Miss Bumbum fez labioplastia: como são cirurgias íntimas e para que servem

Larissa Sumpani, 24, atual Miss Bumbum, foi submetida a uma labioplastia, cirurgia íntima mais conhecida como ninfoplastia. O procedimento é realizado para diminuir o tamanho dos pequenos lábios.

Os pequenos lábios não estavam com um tamanho legal, isso sempre me incomodou. Decidi que era hora de corrigir isso.
Larissa Sumpani

Como é a ninfoplastia

A ninfoplastia não é só uma questão estética. A cirurgia evita que os pequenos lábios se projetem para fora dos grandes lábios, mas também é feita por questões de saúde. Algumas mulheres têm pequenos lábios muito grandes que, durante o sexo, entram e saem da vagina conforme o movimento do pênis, causando incômodo e dor. Além disso, o tamanho exagerado aumenta o risco de doenças, como a candidíase, pelo acúmulo de fungos.

Larissa Sumpani é influenciadora e atual Miss Bumbum
Larissa Sumpani é influenciadora e atual Miss Bumbum Imagem: Reprodução/Instagram

Conheça outras 5 cirurgias íntimas

  1. Redução do monte de vênus

O monte de vênus é localizado acima do púbis —região com pelos pubianos. Quem busca a operação reclama de ter muito volume no local, ficando em evidência ao usar calças mais justas ou biquínis. A diminuição dessa área pode ser feita com lipoaspiração. Em alguns casos, é indicado retirar a pele que fica flácida ou "sobrando" após a retirada de gordura.

Existe também a vontade oposta. Algumas mulheres querem aumentar o monte de vênus e injetam gordura no local.

  1. Flacidez dos grandes lábios
Continua após a publicidade

O procedimento é feito quando o incômodo é nos grandes lábios, por esconderem os pequenos, terem excesso de pele ou flacidez. Para falta de volume, a solução é um enxerto de gordura, que é retirada das costas ou da barriga da paciente. Nos casos de flacidez, o indicado é usar um laser para retrair a pele. Mas caso seja preciso retirar pele, a cirurgia é simples e corta-se um pedacinho.

  1. Clitoriplastia

A cirurgia é feita no clitóris e por isso é a mais delicada. O médico precisa tomar cuidado para não afetar o clitóris e nem a sensibilidade dele. Pode ser feita para remover excesso de pele da área a fim de deixar o clitóris mais exposto, para reconstituição do órgão ou quando há problemas de má-formação. O número de mulheres que opera por usar esteroides e sofrer hipertrofia do clitóris como consequência aumentou. A cirurgia varia dependendo da situação de cada paciente.

  1. Perineoplastia

Pode ser feita por saúde, devido a alterações na vulva decorrentes de partos ou outras lacerações na musculatura, que podem causar até incontinência urinária. Mas também pode ser estética, feita por pacientes que querem deixar a região mais "justa".

Existem diferentes técnicas. Em uma delas, o médico faz um corte entre a entrada da vagina e o ânus e resseca a região, aproximando os músculos do períneo.

Continua após a publicidade
  1. Reconstrução do hímen

O hímen é uma membrana que fecha parcialmente o orifício da vagina. Geralmente, ela é rompida durante a primeira relação sexual. Na cirurgia, o profissional une os pedaços restantes do hímen para reconstruí-lo. Ao transar pela primeira vez após a operação, a pessoa rompe o hímen novamente. Importante dizer que não é possível sentir o rompimento dessa película, é algo simbólico. Da mesma forma, não é possível falar em "perda da virgindade" baseado apenas nesse rompimento.

*Com informações de reportagem publicada em 12/11/2023

Deixe seu comentário

Só para assinantes