PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Para espantar estresse, Viegas aposta na corrida: 'Ajuda a manter mente sã'

@brsk
Imagem: @brsk

Bruna Alves

Do VivaBem, em São Paulo

31/05/2022 04h00

Nascido e criado em Guaianases, bairro da zona leste de São Paulo, o cantor e compositor Viegas, 37, sempre gostou de esportes. Ele foi uma criança muito ativa e essa personalidade o levou a participar de vários campeonatos de futebol e handebol com o time da escola. Mas foi na corrida de rua que ele realmente se encontrou, há cinco anos.

Após participar do "BBB 18" e ser vice-campeão do "No Limite" do ano passado, ele diz que o engajamento com o atletismo o tem ajudado em seu processo de autoconhecimento, tanto corporal quanto emocional. "A corrida me ajuda a me reconectar comigo mesmo. É aquela máxima de corpo são e mente sã", disse o cantor em entrevista ao VivaBem.

Segundo ele, o exercício também funciona como uma válvula de escape em dias mais estressantes. "Os dias que antecedem lançamentos de álbum ou clipe são sempre muito puxados e exigem muito tempo da minha atenção no celular e no computador, mas esses aparelhos me cansam demais e sugam a minha energia. Quando isso está acontecendo, pode ser o horário que for, eu falo: eu preciso ir correr", conta.

Enquanto corre, Viegas descreve que precisa prestar atenção na própria respiração, postura, velocidade, distância. "Toda essa atenção que o esporte exige para que você o faça bem feito ou evolua faz com que naqueles momentos eu não pense nos boletos que tenho que pagar no outro dia ou em quais documentos eu preciso enviar", explica, ressaltando a sensação de alívio.

Em fevereiro de 2022, Viegas correu na 15º Meia Maratona Internacional de São Paulo  - Rodrigo Benito - Rodrigo Benito
O cantor se apaixonou pela corrida em 2017
Imagem: Rodrigo Benito

Para ele, a corrida não é apenas um esporte que traz benefícios físicos, mas é também uma forma de aprendizado. "Ela me ajudou muito a ter foco e disciplina, porque disciplina tem a ver com algo que você sabe que é importante, e mesmo não querendo, faz", descreve o cantor.

Corrida é sem pressão, mas inspiradora

Embora já tenha pegado o gosto de correr, vez ou outra ainda bate aquela preguiça. "A corrida é importante para mim, mas eu também gosto muito de dormir, de comer ou de assistir a um filme", confessa, rindo. Justamente por levar uma vida "normal", ele não costuma aumentar muito a expectativa sobre si mesmo, e isso torna o exercício mais leve, sem pressão.

Mesmo assim, desde que começou a correr, Viegas passou a se conhecer melhor e a refletir sobre questões importantes da sua vida. Tal avaliação aprimorou seu lado artístico e serviu como inspiração para o segundo álbum da sua carreira, intitulado "Conexão", que chegou no final de março em todas as plataformas digitais.

As faixas, com referências nos gêneros do reggae, pop, rock, entre outros, falam sobre coisas que ele já viveu, está vivendo ou ainda quer viver. "Toda a leveza que busco, falo e quero, eu compartilho nas minhas músicas", diz.

Evento Asics no Camp Corrida no Ar, em maio de 2022  - @fotopbroficial - @fotopbroficial
Evento Asics no Camp Corrida no Ar, em maio de 2022
Imagem: @fotopbroficial

Como tudo começou

Em 2017, Viegas recebeu um convite despretensioso de um amigo para que ele o acompanhasse em uma corrida de rua. Como grande parte das pessoas, ele também já havia tentado fazer academia, mas parou na intenção. "Acho musculação muito chata e maçante, e correr na esteira também", diz. Por isso, o convite, a princípio, não despertou tanto interesse, pois ele tinha como referência a esteira da academia. Mas as coisas estavam prestes a mudar.

"Eu fui um dia com ele e me apaixonei. Gostei muito da sensação de liberdade, de não estar dentro de uma academia e mesmo assim fazendo atividade física, conversando com o meu amigo. Foi um mundo sem volta. Na outra semana eu já corri 10 km, na outra 15 km e depois 20 km", conta.

Mas engana-se quem pensa que foi fácil. "No começo, o meu corpo tinha uma tendência a querer parar e descansar mais do que correr", diz, lembrando que precisou persistir para continuar.

Agora o foco é participar de corridas

Em abril deste ano, o artista correu sua primeira meia maratona (21 km), na 26ª Maratona Internacional de São Paulo. Entretanto, ao contrário de outros participantes, seu foco não era reduzir tempo, mas sim viver a experiência.

Ele diz que tem pessoas que realmente correm para ganhar ou ficar entre os 10 primeiros colocados; outras correm apenas para auxiliar outros que estão na disputa; e ainda tem aquelas que correm apenas para ter história para contar. Viegas quer competir pelo simples fato de correr.

A corrida vai muito além da competição, por isso que eu digo que não fui disputar, eu fui participar. A corrida tem um outro lugar na minha vida".

Para o futuro, o cantor deseja participar de muitas outras provas em diferentes países. "Você juntar a paz que a corrida te traz estando em um lugar bonito, não tem preço. Para nós, corredores, é sensacional", diz, orgulhoso da história que está trilhando com o esporte.

"Esse ano, a minha é meta é fazer mais algumas meias maratonas, e ano que vem fazer a minha primeira maratona e ir para os 42 km. Eu quero ter isso no currículo", diz.

Equilíbrio