Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


É normal crianças terem abdome definido, como filho de Cristiano Ronaldo?

Cristiano Ronaldo ao lado do filho, de apenas 11 anos Imagem: Reprodução/Instagram

Sarah Alves

Do VivaBem*, em São Paulo

18/05/2022 13h54

O craque Cristiano Ronaldo publicou uma foto nas redes sociais ao lado do filho Cristiano Júnior, de 11 anos, e o físico definido do garoto chamou a atenção nos comentários. Desde fevereiro, o menino joga na categoria de base do clube inglês Manchester United, o mesmo do pai.

Segundo o ortopedista pediátrico Evando Góis, do Hospital Infantil Pequeno Príncipe (PR), a definição corporal de crianças pode acontecer em alguns casos, naturalmente, dependendo da intensidade dos exercícios e de fatores genéticos. "A criança pode ter baixo índice de gordura e a musculatura fica mais exposta. Isso pode ser uma característica delas", diz.

Mas o médico ressalta que é preciso ensinar que os exercícios devem ser levados como uma forma de brincadeira, sem pressões estéticas ou de rendimento. No geral, fazer exercícios é bom, pois traz desenvolvimentos importantes, como habilidades de força, motoras e de interação (quando feitos em equipe).

Góis diz que atividades físicas leves estão liberadas para crianças de qualquer idade, e podem ser intensificadas a partir dos 8 anos, quando normalmente já possuem mais aprendizados motores e cognitivos para a prática.

Já para competições, é indicado começar a partir dos 12 anos, quando há tendência de maior maturidade psicológica. "É preciso ter a compreensão de que podem perder mais do que ganhar", indica.

E a musculação?

A musculação não é vetada, segundo a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria). Porém, não pode seguir os moldes praticados pelos adultos, devendo focar apenas no ganho de força. Sendo assim, a hipertrofia (ganho de músculos) é proibida —e deve ser restrita até o final da fase de crescimento em ambos os sexos.

"Normalmente, querem ganhar músculo, mas isso não acontece, porque ainda não há testosterona suficiente para fazer a hipertrofia", afirma Góis.

Na modalidade para ganho de força, é imprescindível que exista aval médico e orientação de profissionais. Os exercícios são feitos com redução de peso, sempre com intervalo de um dia, para a musculatura se recuperar. É bom salientar que excessos podem causar desgastes —físicos e psicológicos.

"O esqueleto está em crescimento, com fragilidades e ainda não tem toda a força, isso pode levar a lesões", alerta o ortopedista do Hospital Pequeno Príncipe.

Veja as instruções para crianças e adolescentes praticarem musculação

  • Ter liberação médica para a prática;

  • A atividade precisa ser supervisionada por profissionais capacitados, que devem orientar e corrigir a execução dos exercícios;

  • O ambiente de treino precisa ser monitorado e seguro e os equipamentos devem ser apropriados para o tamanho e idade da criança/adolescente;

  • Ter maturidade física e emocional para entender os princípios e regras do treinamento —a criança deve estar mentalmente pronta para obedecer às instruções e seu organismo preparado para suportar o "estresse" estabelecido por um programa de treinamento;

  • A criança/adolescente se sente confortável com o de treinamento, está feliz com a prática, segura e tem apoio da família;

  • A alimentação e hidratação são supervisionadas por um profissional.

*Com informações da coluna da Paola Machado, publicada em 18/09/18

Errata: o texto foi atualizado
Na versão original, o texto dava a entender que apenas meninos produziam testosterona na puberdade. A informação foi corrigida.
O texto inicial citava a ABP (Associação Brasileira de Pediatria), no entanto, o correto é SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria). A informação foi corrigida.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

É normal crianças terem abdome definido, como filho de Cristiano Ronaldo? - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Movimento